Pedalando com Molière

Pedalando com Molière (Philippe Le Guay, 2013)

28 fev.
quarta-feira, 19:30 — Centro Cultural de Brasília

Alceste à bicyclette (Pedalando com Molière). Direção: Philippe Le Guay. Produção: Anne-Dominique Toussaint. Roteiro: Philippe Le Guay, Fabrice Luchini, Emmanuel Carrère. Música: Jorge Arriagada. Fotografia: Jean-Claude Larrieu. Edição: Monica Coleman. Design de produção: Françoise Dupertuis. Elenco: Fabrice Luchini, Lambert Wilson, Maya Sansa, Camille Japy, Ged Marlon e outros. ― 2013, França. 1h 44min. Em francês, italiano, com legendas em português.

Cansado da carreira de ator, o respeitado Serge Tanneur decide abandonar os palcos e se aposentar, vivendo isolado na pequena Ilha de Ré. Sua calma é interrompida pela chegada de Gauthier Valence, ator de televisão popular, que o convida a interpretar o papel principal em uma adaptação de O Misantropo, de Molière. Afinal, a nova condição de Serge combina muito bem com o personagem clássico… Após a recusa inicial, Serge propõe um desafio: ambos devem ensaiar a primeira cena da peça juntos, nos papéis de Philinte e Alceste, e depois de cinco dias treinando, ele dará a resposta sobre sua participação. Começam assim os jogos de poder e manipulação entre os dois homens.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 

Críticas e comentários

 

Anúncios

Tão longe, tão perto!


25 DE JULHO
terça-feira − 19h30

In weiter Ferne, so nah! (Tão longe, tão perto!). Direção: Wim Wenders. Produção: Wim Wenders Ulrich Felsberg. Roteiro: Wim Wenders, Ulrich Zieger, Richard Reitinger. Música: Laurent Petitgand, Graeme Revell. Fotografia: Jürgen Jürges. Edição: Peter Przygodda. Design de produção: Albrecht Konrad. Direção de arte: Martin Schreiber. Figurino: Esther Walz. Elenco: Otto Sander, Nastassja Kinski, Peter Falk, Bruno Ganz, Horst Buchholz e outros.
― 1993, Alemanha. 2h 24min. Em alemão, francês, inglês, italiano, russo, com legendas em português.

Quando um anjo ousa cruzar a linha, ele chega a cidade de Berlim passando pela dura realidade do pós-Guerra Fria e acaba engajado em um combate fatal para proteger os mortais que ele ama.

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

 

 Críticas e comentários

8½ (Otto e mezzo)

4 DE JULHO
terça-feira − 19h30

(Otto e mezzo / Oito e meio). Direção: Federico Fellini. Produção: Angelo Rizzoli. Roteiro: Federico Fellini, Ennio Flaiano, Tullio Pinelli, Brunello Rondi. Música: Nino Rota. Fotografia: Gianni Di Venanzo. Edição: Leo Catozzo. Design de produção, direção de arte e figurino: Piero Gherardi. Decoração: Vito Anzalone. Elenco: Marcello Mastroianni, Claudia Cardinale, Anouk Aimée, Sandra Milo, Rossella Falk e outros.
― 1963, Itália; França. P&B, 2h 18min. Em italiano, francês, inglês, alemão, com legendas em português.

Guido Anselmi, um famoso cineasta, encontra-se em crise de criatividade. Ao perceber um certo esgotamento no seu estilo de vida, resolve se internar em uma estação-de-águas para buscar inspiração.

É considerado um dos melhores filmes de todos os tempos.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Críticas e comentários

Dom Camilo e o Deputado Peppone

30 DE MAIO
terça-feira − 19h30

Don Camillo e l’onorevole Peppone (Dom Camilo e o Deputado Peppone, ou, A grande briga de Dom Camilo). Direção: Carmine Gallone. Produção: Angelo Rizzoli. Roteiro: Giovanni Guareschi, René Barjavel, Leonardo Benvenuti, Agenore Incrocci, Furio Scarpelli, baseado na obra de Giovanni Guareschi (1908–1968). Música: Alessandro Cicognini. Fotografia: Anchise Brizzi. Edição: Niccolò Lazzari. Elenco: Fernandel, Gino Cervi, Claude Sylvain, Leda Gloria, Umberto Spadaro e outros.
― 1955, Itália, França, Rizzoli Film. P&B, 1h 37min. Em italiano, com legendas em português.

Dom Camillo, padre católico de uma pequena cidade do norte da Itália, fica furioso quando Peppone, o prefeito comunista da cidade, lança sua candidatura para deputado. A ideia de Peppone exercer mais poder do que tem atualmente deixa Dom Camillo fora de si. Ele tentará sabotar de todos os modos a campanha eleitoral de Peppone.

 

Livre para todos os públicos

A vida no paraíso

A vida no paraíso

No dia 7 de abril, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme A vida no paraíso, dirigido pelo cineasta sueco Kay Pollak. 

Sinopse

Um maestro de sucesso internacional interrompe inesperadamente sua carreira e volta para sua cidade natal no extremo norte da Suécia. Sua fama logo cria um burburinho na cidade, fazendo dele objeto de curiosidade, fascinação e desconfiança. Não demora muito para ele ser convidado a dar uma ajuda ao coro da igreja. Relutante, ele acaba aceitando o convite e se surpreende com a redescoberta do amor que sente pela música. O trabalho com o coro traz novas amizades, mas também inimigos. E também traz um novo amor.

Så som i himmelen (A vida no paraíso). Suécia, Dinamarca: 2004, 133 min, em sueco, inglês, italiano, com legendas em português. Direção: Kay Pollak. Roteiro: Anders Nyberg, Ola Olsson, Carin Pollak, Kay Pollak, Margaretha Pollak. Elenco: Michael Nyqvist, Frida Hallgren, Helen Sjöholm.

Entrada franca

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

César deve morrer

cesare-deve-morire-taviani

No dia 2 de setembro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme César deve morrer, dirigido pelos cineastas italianos Paolo e Vittorio Taviani.

Sinopse

Um drama dentro de outro drama. Os irmãos Taviani registraram um trabalho artístico realizado dentro da prisão de Rebibbia, em Roma. Os internos do presídio prepararam uma encenação da peça Júlio César, de William Shakespeare. E, da mesma forma como é feito no ambiente profissional do teatro, os participantes agiram como uma verdadeira equipe de produção e realizaram testes para escolher o elenco, ensaios complexos, e trabalharam muito para apresentar a peça no palco dentro da instituição penal.

Cesare deve morire (César deve morrer). Itália: 2012, 76 min, em italiano, com legendas em português. Direção: Paolo Taviani, Vittorio Taviani. Roteiro: Paolo Taviani, Vittorio Taviani, a partir da peça Júlio César, de William Shakespeare. Elenco: Cosimo Rega, Salvatore Striano, Giovanni Arcuri, Antonio Frasca.

Entrada franca.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

O Evangelho segundo Mateus

O Evangelho segundo São Mateus (Pasolini, 1964)

No dia 15 de abril, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (jesuítas) apresenta o filme Il vangelo secondo Matteo (1964), dirigido pelo italiano Pier Paolo Pasolini (1922 – 1975).

« Dedicato alla cara, lieta, familiare
memoria di Giovanni XXIII. »

Pasolini

Sinopse

A vida de Jesus Cristo é recontada segundo o evangelista Mateus. A dimensão humana de Jesus é realçada neste filme que é umas dos maiores filmes do mestre italiano Pier Paolo Pasolini.

Il vangelo secondo Matteo (O Evangelho segundo Mateus). Itália, França: 1964, 137 min, em italiano, legendado em português. Direção: Pier Paolo Pasolini. Roteiro: Pier Paolo Pasolini. Elenco: Enrique Irazoqui, Margherita Caruso, Susanna Pasolini.

Entrada franca.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Leituras indicadas