Samba

Samba (Olivier Nakache e Eric Toledano, 2014)

17 DE OUTUBRO
terça-feira − 19h30

Samba. Direção: Olivier Nakache, Eric Toledano. Produção: Nicolas Duval Adassovsky, Laurent Zeitoun, Yann Zenou, Omar Sy. Roteiro: Eric Toledano, Olivier Nakache, Delphine Coulin, Muriel Coulin, a partir do romance Samba pour la France (2011), de Delphine Coulin. Música: Ludovico Einaudi. Fotografia: Stéphane Fontaine. Edição: Dorian Rigal-Ansous. Elenco: Omar Sy, Charlotte Gainsbourg, Tahar Rahim, Izïa Higelin, Issaka Sawadogo e outros.
― 2014, França. Gaumont. 1h 58min. Em francês, árabe, inglês, português, russo, sérvio, com legendas em português.

Samba é um imigrante do Senegal que vive há 10 anos na França, trabalha em um restaurante como lavador de pratos, mas tem problemas com a imigração e acaba por ser preso. Alice é uma executiva que sofreu uma crise de burnout devido ao trabalho excessivo e, agora, trabalha como voluntária em uma ONG que ajuda imigrantes em situação irregular como parte de seu tratamento. Duas vidas com poucas perspectivas que se cruzam e iniciam um relacionamento insólito.

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

 

 Críticas e comentários

 

 

Anúncios

Léon Morin, padre

Léon Morin, padre (Jean-Pierre Melville, 1961)

4 DE OUTUBRO
quarta-feira − 19h30

Léon Morin, prêtre (Léon Morin, padre). Direção: Jean-Pierre Melville. Produção: Georges de Beauregard, Carlo Ponti. Roteiro: Jean-Pierre Melville, adaptação do romance Léon Morin, prêtre (1952), de Béatrix Beck (1914-2008). Música: Martial Solal. Fotografia: Henri Decaë. Edição: Jacqueline Meppiel. Elenco: Jean-Paul Belmondo, Emmanuelle Riva, Irène Tunc, Nicole Mirel, Gisèle Grimm e outros.
― 1961, França, Itália. P&B, 1h 57min. Em francês, com legendas em português.

Interior da França, durante a ocupação alemã, na Segunda Grande Guerra. Barny ― uma jovem viúva que vive com a sua filha pequena e que é militante do partido comunista ― decide dirigir-se à paróquia e confrontar um padre com a ideia da inexistência de Deus. Contudo, a reação do padre não era aquela que ela imaginava e desta inquietação surge um forte relacionamento entre os dois.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 

 Críticas e comentários

 

 

A Baía dos Anjos

20 DE SETEMBRO
quarta-feira − 19h30

La Baie des Anges (A Baía dos Anjos). Direção e roteiro: Jacques Demy. Produção: Paul-Edmond Decharme. Música: Michel Legrand. Fotografia: Jean Rabier. Edição: Anne-Marie Cotret. Elenco: Jeanne Moreau, Claude Mann, Paul Guers, Henri Nassiet, André Certes e outros.
― 1963, França. P&B, 1h 30min. Em francês, com legendas em português.

Um empregado de um banco é levado ao cassino por um colega e acaba vencendo várias partidas. Encorajado por esta ocorrência, parte de férias para Nice (França) para jogar e conhece uma jovem dama que sacrificou toda a sua existência à paixão do jogo. Juntos perdem todo o seu dinheiro, e o herói coloca a mulher entre a escolha do amor a as mesas de aposta

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Críticas e comentários

A noite americana

A noite americana (François Truffaut, 1973)

6 DE SETEMBRO
quarta-feira − 19h30

La nuit américaine (A noite americana). Direção: François Truffaut. Produção: Marcel Berbert. Roteiro: François Truffaut, Jean-Louis Richard, Suzanne Schiffman. Música: Georges Delerue. Fotografia: Pierre-William Glenn. Edição: Martine Barraqué, Yann Dedet. Design de produção, direção de arte: Damien Lanfranchi. Figurino: Monique Dury. Elenco: Jacqueline Bisset, Valentina Cortese, Dani, Alexandra Stewart, Jean-Pierre Aumont, Jean Champion, Jean-Pierre Léaud, François Truffaut, Nike Arrighi e outros.
― 1973, França, Itália. 1h 55min. Em francês e inglês, com legendas em português.

Na França começam as filmagens do longa Je vous présente Pamela, que conta a história de uma jovem inglesa que troca o marido francês pelo sogro. Ferrand (François Truffaut) é o diretor, e tem que lidar com os mais diversos problemas que aparecem nos sets de filmagens, desde a depressão de um ator até o inusitado gato que não consegue atuar. Uma encantadora homenagem à arte de fazer cinema.

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

 A Noite Americana é um dos mais humanos e
interessantes filmes já realizados sobre o cinema.

Luiz Santiago

Críticas e comentários

A primeira noite de um homem

01 DE AGOSTO
terça-feira − 19h30

The Graduate (A primeira noite de um homem). Direção: Mike Nichols. Produção: Lawrence Turman. Roteiro: Calder Willingham, Buck Henry, baseado no romance The Graduate (1963), de Charles Webb. Fotografia: Robert Surtees. Edição: Sam O’Steen. Design de produção: Richard Sylbert. Música: Simon & Garfunkel. Elenco: Anne Bancroft, Dustin Hoffman, Katharine Ross, William Daniels, Murray Hamilton e outros.
― 1967, Estados Unidos. 1h 46min. Em inglês, com legendas em português.

Recém-formado na faculdade e sem saber o que fazer da vida, um jovem envolve-se com a amiga madura e casada de seus pais. A coisa se complica quando ele se apaixona pela filha dela.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Críticas e comentários

Trilha sonora no Spotify

A nau dos insensatos

11 DE JULHO
terça-feira − 19h30

Ship of Fools (A nau dos insensatos). Direção e produção: Stanley Kramer. Roteiro: Abby Mann, baseado no romance Ship of fools (1962), de Katherine Anne Porter. Música: Ernest Gold. Fotografia: Ernest Laszlo. Edição: Robert C. Jones. Design de produção: Robert Clatworthy. Decoração: Joseph Kish. Figurino: Bill Thomas. Elenco: Vivien Leigh, Simone Signoret, José Ferrer, Lee Marvin, Oskar Werner e outros.
― 1965, Estados Unidos. P&B, 2h 29min. Em inglês, alemão, espanhol, com legendas em português.

O filme mostra a história de diferentes passageiros a bordo de um navio que viaja do México rumo à Alemanha pré-Hitler. Durante longos 36 dias, vários personagens contam suas vidas e suas experiências. Há um discípulo do nazismo, um rico judeu, um dançarino franzino e sua trupe. Um médico, Wilhelm Schumann, fica frustrado por não conquistar a bela Condessa; há o nobre e amaldiçoado espanhol; o amor entre os dois jovens e artistas americanos. E há também Glocken, um anão filósofo que anuncia que aquela é a nau dos insensatos.

Livre para todos os públicos

Críticas e comentários

As bostonianas

27 DE JUNHO
terça-feira − 19h30

The Bostonians (As bostonianas). Direção: James Ivory. Produção: Ismail Merchant. Roteiro: Ruth Prawer Jhabvala, baseado no romance The Bostonians (1886), de Henry James (1843–1916). Música: Richard Robbins. Fotografia: Walter Lassally. Edição: Mark Potter Jr., Katherine Wenning. Elenco: Vanessa Redgrave, Christopher Reeve, Jessica Tandy, Madeleine Potter, Nancy Marchand, Wesley Addy.
― 1984, Reino Unido, Estados Unidos. 2h 2min. Em inglês, com legendas em português.

Boston, 1875. Uma das líderes do movimento feminista se deixa fascinar por Verena, uma jovem e talentosa oradora, que por sua vez se envolve com um advogado de pensamento conservador quanto ao papel da mulher na sociedade. A jovem fica indecisa entre a causa feminista e o casamento e a vida doméstica convencional.

 

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos