Rain man


8 DE AGOSTO
terça-feira − 19h30

Rain Man. Direção: Barry Levinson. Produção: Mark Johnson. Roteiro: Barry Morrow, Ronald Bass. Música: Hans Zimmer. Fotografia: John Seale. Edição: Stu Linder. Design de produção: Ida Random. Direção de arte: William A. Elliott. Cenário: Linda DeScenna. Figurino: Bernie Pollack. Elenco: Dustin Hoffman, Tom Cruise, Valeria Golino, Gerald R. Molen, Jack Murdock e outros.
― 1988, Estados Unidos. 2h 13min. Em inglês, italiano, com legendas em português.

O insensível Charlie Babbitt espera receber uma grande herança após a morte de seu pai. Mas Raymond, seu irmão mais velho internado em uma instituição médica, alguém cuja existência Charlie ignorava até então, é quem recebe toda a fortuna. Decepcionado e desesperado, Babbitt sequestra Raymond, ao longo do convívio forçado brota a percepção do vínculo entre os dois.

Livre para todos os públicos

 

 Críticas e comentários

Trilha sonora no Spotify

Anúncios

As bostonianas

27 DE JUNHO
terça-feira − 19h30

The Bostonians (As bostonianas). Direção: James Ivory. Produção: Ismail Merchant. Roteiro: Ruth Prawer Jhabvala, baseado no romance The Bostonians (1886), de Henry James (1843–1916). Música: Richard Robbins. Fotografia: Walter Lassally. Edição: Mark Potter Jr., Katherine Wenning. Elenco: Vanessa Redgrave, Christopher Reeve, Jessica Tandy, Madeleine Potter, Nancy Marchand, Wesley Addy.
― 1984, Reino Unido, Estados Unidos. 2h 2min. Em inglês, com legendas em português.

Boatos, 1875. Uma das líderes do movimento feminista se deixa fascinar por Verena, uma jovem e talentosa oradora, que por sua vez se envolve com um advogado de pensamento conservador quanto ao papel da mulher na sociedade. A jovem fica indecisa entre a causa feminista e o casamento e a vida doméstica convencional.

 

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Polyester

16 DE MAIO
terça-feira − 19h30

Polyester. Direção, produção e roteiro: John Waters. Música: Michael Kamen. Fotografia: David Insley. Edição: Charles Roggero. Elenco: Divine, Tab Hunter, Edith Massey, David Samson, Mary Garlington e outros.
― Estados Unidos, 1981. 1h 26min. Em inglês, com legendas em português.

Francine, dedicada dona de casa, luta para salvar seu casamento e dar um bom futuro para seus filhos. As coisas não são fáceis para ela: seu marido tem um caso com a secretária, sua filha é ninfomaníaca e seu filho, um maníaco pedólatra. As circunstâncias a levam ao alcoolismo, chegando ao fundo do poço. Felizmente, com a ajuda de uma amiga – sua ex-empregada que virou milionária – Francine consegue dar a volta por cima. Polyester é uma comédia mórbida, satirizando a família perfeita norte-americana. O humor e o deboche são mesclados em moderada acidez. Francine é interpretada por Divine (1945–1988), famosa drag queen.

Críticas e comentários

O declínio do império americano

Le declin de l'empire Americain (Denys Arcand, 1986)

8 DE NOVEMBRO
terça-feira − 19h30

Le déclin de l’empire américain (O declínio do império americano). Direção e roteiro: Denys Arcand. Produção: Roger Frappier, Pierre Gendron, René Malo. Música: François Dompierre. Fotografia: Guy Dufaux. Edição: Monique Fortier. Elenco: Dominique Michel, Dorothée Berryman, Louise Portal, Pierre Curzi, Rémy Girard e outros.
― Canadá, 1986. 1h 41min. Em francês, com legendas em português.

Os professores universitários Rémy, Pierre, Claude e Alain preparam um saboroso jantar no campo, às margens do lago canadense Memphremagog. Na cidade, as amigas Dominique, Louise, Diane e Danielle se exercitam no centro esportivo. Sob o suave outono, os intelectuais vislumbram o declínio quase invisível de um grande império. Desprezo pelas instituições, decadência das elites e queda da natalidade são sinais crepusculares. Tanto no clube do Bolinha quanto no da Luluzinha só se fala de sexo. Os homens falam das mulheres e as mulheres dos homens.

Não recomendado para menores de 16 anos

Críticas e comentários

Francesco

Mickey Rourke - Francesco ( Liliana Cavani, 1989)

No dia 17 de novembro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme Francesco, dirigido pela cineasta italiana Liliana Cavani.

Sinopse

Vida de São Francisco de Assis (c. 1182 – 1226), narrada por seus companheiros e companheiras nos primeiros anos do franciscanismo.

Francesco (Francesco: a história de São Francisco de Assis). Itália, Alemanha Ocidental: 1989. Direção: Liliana Cavani. Roteiro: Liliana Cavani, Roberta Mazzoni. Elenco: Mickey Rourke, Helena Bonham Carter, Andréa Ferréol, Nikolaus Dutsch, Peter Berling e outros. Música: Vangelis. Fotografia: Ennio Guarnieri, Giuseppe Lanci. Edição: Gabriella Cristiani. Direção de arte: Danilo Donati. 120 min, em italiano, com legenda em português.

Livre para todos os públicos

Entrada franca

Comentários, críticas, textos de apoio

A hora da estrela

A hora da estrela (filme)

No dia 27 de outubro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme A hora da estrela, dirigido pela cineasta brasileira Suzana Amaral.

A história de uma moça, tão pobre que só comia cachorro quente.
Mas a história não é isso, é sobre uma inocência pisada, de uma miséria anônima.

Clarice Lispector

Sinopse

Nordestina, analfabeta funcional, perdida na paisagem de concreto paulistana. A quase invisível Macabea sobrevive mal remunerada, subnutrida e maltratada. Crônica trágica de uma brasileira semelhante a milhões de outras. Quando sonha, perde a vida.

A hora da estrela. Brasil: 1985. Direção: Suzana Amaral. Produção: Assunção Hernandes. Roteiro: Suzana Amaral e Alfredo Oroz, baseado no romance homônimo de Clarice Lispector (1925-1977). Elenco: Marcélia Cartaxo, José Dumont, Tamara Taxman, Fernanda Montenegro, Manoel Luiz Aranha e outros. Música: Marcus Vinícius. Fotografia: Edgar Moura. Edição: Idê Lacreta. 98 min, em português.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Entrada franca

Comentários, críticas, textos de apoio

A lenda do santo beberrão

La leggenda del santo bevitore

No dia 13 de outubro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme A lenda do santo beberrão, dirigido pelo cineasta italiano Ermanno Olmi.

Sinopse

Num período de poucos dias, em Paris dos anos 1930, a vida de Andreas, um andarilho, parece ser tomada, de súbito, por uma série de eventos inexplicáveis. Tudo começa quando um cavalheiro tromba com o nosso peculiar anti-herói. Sem motivos aparentes, o distinto senhor oferece ao pobre homem uma soma em dinheiro. Apesar de viver na miséria, Andreas, o andarilho, nutre valores inquebrantáveis de idoneidade e retidão, e só aceita o dinheiro com a condição de devolvê-lo. O cavalheiro propõe que ele devolva, quando puder, aquela soma a Santa Teresinha, numa dada igreja que ele indica. Mas aquele dinheiro que lhe cai às mãos é rapidamente gasto. Andreas, a partir do contato com outros inusitados personagens que cruzam seu caminho, parece fadado a uma espiral alucinante de sempre protelar o acerto de sua “dívida com a santa”. Vivendo às margens do rio Sena, que, naquele entreguerras, se mostravam uma verdadeira Babel de imigrantes desorientados e andantes sem destino, Andreas não deixa de ser um alter ego de Joseph Roth, autor do romance que inspira o filme, que preferia peregrinar a manter um lar definitivo, e que teria a bebida como acompanhante até o fim de seus dias.

La leggenda del santo bevitore (A lenda do santo beberrão). Itália, França: 1988. Direção: Ermanno Olmi. Roteiro: Tullio Kezich, Ermanno Olmi, baseado no romance póstumo Die Legende vom heiligen Trinker (1939) de Joseph Roth (1894–1939). Elenco: Rutger Hauer, Anthony Quayle, Sandrine Dumas, Dominique Pinon, Sophie Segalen e outros. Música: José Padilla. Fotografia: Dante Spinotti. Edição: Paolo Cottignola, Ermanno Olmi, Fabio Olmi. 127 min, em inglês, francês, com legenda em português.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Entrada franca

Comentários, críticas, textos de apoio

O cinema de Ermanno Olmi — Carlos Alberto Mattos (Críticos)