Persona

18 abril
quarta-feira, 19:30 — Centro Cultural de Brasília

Persona. Direção, produção e roteiro: Ingmar Bergman. Música: Lars Johan Werle. Fotografia: Sven Nykvist. Edição: Ulla Ryghe. Design de produção: Bibi Lindström. Elenco: Bibi Andersson, Liv Ullmann, Margaretha Krook, Gunnar Björnstrand. ― 1966, Suécia. P&B, 1h 25min. Em sueco, inglês, com legendas em português.

Uma famosa atriz de teatro sofre uma crise emocional e emudece. Para se recuperar, parte para uma casa de campo, sob os cuidados de uma enfermeira, que a admira e tenta compreender a razão de seu silêncio. Isoladas, as duas mulheres desenvolvem uma relação de forte intensidade emocional.

Este filme é considerado um dos melhores filmes de todos os tempos.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Críticas e comentários

  • Persona — Gilberto Silva Jr. (Contracampo)
  • Persona — Sérgio Vaz (50 Anos de Filmes)
  • Persona — Luiz Santiago (Plano Crítico)
  • Persona — Roger Ebert

 

Anúncios

O colecionador

O colecionador (William Wyler, 1965)

7 mar.
quarta-feira, 19:30 — Centro Cultural de Brasília

The Collector (O colecionador). Direção: William Wyler. Produção: Jud Kinberg, John Kohn. Roteiro: John Kohn, Stanley Mann, Terry Southern, baseado no romance The Collector (1963), de John Fowles (1926-2005). Música: Maurice Jarre. Edição: David Hawkins, Robert Swink. Fotografia: Robert Krasker, Robert Surtees. Elenco: Terence Stamp, Samantha Eggar, Mona Washbourne, Maurice Dallimore, Kenneth More e outros. ― 1965, Reino Unido, Estados Unidos. 1h 59min. Em inglês, com legendas em português.

Freddy, um bancário londrino solitário, passa seus dias tendo como único entretenimento sua coleção de borboletas. Apaixonado e obcecado por uma linda mulher, ele está buscando meios de conquistá-la e alcançar finalmente a reciprocidade amorosa. O problema é que o jeito que ele encontrou para isso vai atrapalhar ainda mais na conquista: o sequestro da jovem.

Não recomendado para menores de 16 anos

Críticas e comentários

 

Blade Runner (1982)

28 DE NOVEMBRO
terça-feira − 19h30

Blade Runner (Blade Runner, o caçador de androides). Direção: Ridley Scott. Produção: Michael Deeley. Roteiro: Hampton Fancher, David Webb Peoples, inspirado no romance Do Androids Dream of Electric Sheep? (1968), de Philip K. Dick. Música: Vangelis. Fotografia: Jordan Cronenweth. Edição: Terry Rawlings, Marsha Nakashima. Design de produção: Lawrence G. Paull. Direção de arte: David L. Snyder. Figurino: Michael Kaplan, Charles Knode. Elenco: Harrison Ford, Rutger Hauer, Daryl Hannah, James Hong, Sean Young e outros.
― 1982, Estados Unidos, Hong Kong. 1h 57min. Em inglês, com legendas em português.

No século 21, uma corporação desenvolve clones humanos para serem usados como escravos em colônias fora da Terra, identificados como replicantes. Em 2019, um ex-policial é acionado para caçar um grupo fugitivo vivendo disfarçado em Los Angeles.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 

 Críticas e comentários

O círculo vermelho

O círculo vermelho (Jean-Pierre Melville, 1970)

31 DE OUTUBRO
terça-feira − 19h30

Le cercle rouge (O círculo vermelho). Direção e roteiro: Jean-Pierre Melville. Produção: Robert Dorfmann. Música: Éric Demarsan. Fotografia: Henri Decaë. Edição: Marie-Sophie Dubus, Jean-Pierre Melville. Elenco: Alain Delon, Gian Maria Volontè, Yves Montand, Bourvil, Paul Crauchet e outros.
― 1970, França, Itália. Color. (Eastmancolor), 2h 20min. Em francês, com legendas em português.

Corey é um charmoso ladrão que deixou a prisão no mesmo dia que o assassino Vogel escapou da custódia do superintendente de polícia Mattei. Assim começa a parceria entre os dois bandidos, que juntos com um ex-policial planejam um roubo de jóias.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 Críticas e comentários

 

Atirem no pianista

kinopoisk.ru

24 DE OUTUBRO
terça-feira − 19h30

Tirez sur le pianiste (Atirem no pianista). Direção: François Truffaut. Produção: Pierre Braunberger. Roteiro: François Truffaut, Marcel Moussy, baseado no romance Down There (1956), de David Goodis. Música: Georges Delerue. Fotografia: Raoul Coutard. Edição: Claudine Bouché, Cécile Decugis. Elenco: Charles Aznavour, Marie Dubois, Nicole Berger, Michèle Mercier, Serge Davri e outros.
― 1960, França. P&B, 1h 21min. Em francês, com legendas em português.

Após perder a esposa, o célebre pianista Edouard Saroyan abandona a carreira e passa a tocar em um bar, onde acaba reencontrando um de seus irmãos, que está envolvido com a máfia.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 

 Críticas e comentários

 

 

Dois homens em Manhattan

Dois homens em Manhattan

18 DE OUTUBRO
quarta-feira − 19h30

Deux hommes dans Manhattan (Dois homens em Manhattan). Direção e roteiro: Jean-Pierre Melville. Produção: Florence Melville, Alain Térouanne. Música: Christian Chevallier, Martial Solal. Fotografia: Nicolas Hayer. Edição: Monique Bonnot. Elenco: Pierre Grasset, Christiane Eudes, Jean-Pierre Melville, Ginger Hall, Colette Fleury e outros.
― 1959, França. P&B, 1h 24min. Em francês, inglês, com legendas em português.

O repórter Moreau e o fotógrafo Pierre Delmas buscam um diplomata da delegação francesa nas Nações Unidas que desapareceu misteriosamente em Nova Iorque.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 

 Críticas e comentários

 

 

Klute

15 DE AGOSTO
terça-feira − 19h30

Klute (Klute, o passado condena). Direção e produção: Alan J. Pakula. Roteiro: Andy Lewis, David E. Lewis. Música: Michael Small. Fotografia: Gordon Willis. Edição: Carl Lerner. Elenco: Jane Fonda, Donald Sutherland, Charles Cioffi, Roy Scheider, Dorothy Tristan e outros.
― 1971, Estados Unidos. 1h 54min. Em inglês, com legendas em português.

John Klute (Donald Sutherland) é um detetive contratado para descobrir o paradeiro de um empresário desaparecido há seis meses. Ele chega a Nova York para investigar o caso e a única pista que possui são cartas de teor pornográfico enviadas a Bree Daniels (Jane Fonda), uma prostituta. Bree provavelmente será a próxima vítima do assassino.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Críticas e comentários