Atirem no pianista

kinopoisk.ru

24 DE OUTUBRO
terça-feira − 19h30

Tirez sur le pianiste (Atirem no pianista). Direção: François Truffaut. Produção: Pierre Braunberger. Roteiro: François Truffaut, Marcel Moussy, baseado no romance Down There (1956), de David Goodis. Música: Georges Delerue. Fotografia: Raoul Coutard. Edição: Claudine Bouché, Cécile Decugis. Elenco: Charles Aznavour, Marie Dubois, Nicole Berger, Michèle Mercier, Serge Davri e outros.
― 1960, França. P&B, 1h 21min. Em francês, com legendas em português.

Após perder a esposa, o célebre pianista Edouard Saroyan abandona a carreira e passa a tocar em um bar, onde acaba reencontrando um de seus irmãos, que está envolvido com a máfia.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 

 Críticas e comentários

 

 

Anúncios

O samurai

O samurai (Jean-Pierre Melville, 1967)

11 DE OUTUBRO
quarta-feira − 19h30

Le samouraï (O Samurai). Direção: Jean-Pierre Melville. Produção: Raymond Borderie, Eugène Lépicier. Roteiro: Jean-Pierre Melville, Georges Pellegrin. Música: François de Roubaix. Fotografia: Henri Decaë. Edição: Monique Bonnot, Yolande Maurette. Elenco: Alain Delon, François Périer, Nathalie Delon, Cathy Rosier, Jacques Leroy e outros.
― 1967, França, Itália. color. (Eastmancolor), 1h 45min. Em francês, com legendas em português.

Jef Costello (Alain Delon) é um assassino profissional metódico, contratado para matar um empresário em um clube noturno. Detido pela polícia, Jef preparara cuidadosamente um álibi, enquanto a polícia o vigia e os mandantes do crime o perseguem.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 

 Críticas e comentários

 

 

Pequeno Festival Melville

Na comemoração do centenário do nascimento de Jean-Pierre Melville (1917 – 1973), cineasta francês, mestre do noir, o Cine-Fórum apresenta seu Pequeno Festival Melville.

Além dos filmes noir, dentro de nosso pequeno festival, inclui-se o filme Samba, na programação do encontro anual da Rede Solidária para Migrantes e Refugiados.

 

Filmes do mês de outubro

sempre às 19:30

4 (quarta-feira)
Léon Morin, padre (Jean-Pierre Melville, 1961)

11 (quarta-feira)
O samurai (Jean-Pierre Melville, 1967)

17 (terça-feira)
Samba (Olivier Nakache e Eric Toledano, 2014)

18 (quarta-feira)
Dois homens em Manhattan (Jean-Pierre Melville, 1959)

24 (terça-feira)
Atirem no pianista (François Truffaut, 1960)

31 (terça-feira)
O círculo vermelho (Jean-Pierre Melville, 1970)

O terceiro homem

O terceiro homem (Carol Reed, 1949)5 DE JULHO
terça-feira − 19h30

The Third Man (O terceiro homem). Direção: Carol Reed. Roteiro: Graham Greene. Elenco: Orson Welles, Joseph Cotten, Alida Valli, Trevor Howard, Bernard Lee e outros.
― Reino Unido, 1949. P&B, 1h 44min. Em inglês, alemão, russo, com legendas em português.

Após a Segunda Guerra Mundial, o escritor americano Holly Martins (Joseph Cotten) chega em Viena. Ele está em crise e sem dinheiro, mas seu velho amigo de escola Harry Lime (Orson Welles) havia lhe prometido ajuda. Holly tenta encontrar Harry, mas fica sabendo que ele foi atropelado e teve morte instantânea. Intrigado, o escritor decide fazer sua própria investigação sobre o misterioso passado do amigo e descobrir a verdade por trás de um véu de mentiras.

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

 

 Críticas e comentários

O longa captura em detalhes o clima de paranoia e confusão que marcou os primeiros anos do pós-guerra.
Rodrigo Carreiro

Crepúsculo dos deuses

Crepúsculo dos deuses (Billy Wilder, 1950)
17 DE MAIO
terça-feira − 19h30

Sunset Boulevard (Crepúsculo dos deuses). Direção: Billy Wilder. Produção: Charles Brackett. Roteiro: Charles Brackett, Billy Wilder, D.M. Marshman Jr. Música: Franz Waxman. Fotografia: John F. Seitz. Edição: Arthur P. Schmidt. Direção de arte: Hans Dreier, John Meehan. Decoração de interiores: Sam Comer, Ray Moyer. Figurino: Edith Head. Elenco: Gloria Swanson, William Holden, Erich von Stroheim, Nancy Olson, Fred Clark e outros.
― Estados Unidos, 1950. P&B, 1h 50min. Distribuição: Paramount Classics. Em inglês, com legendas em português.

Gloria Swanson como Norma Desmond, uma ex-rainha do cinema mudo, e William Holden, como um roteirista desconhecido, envolvido por ela, criaram dois memoráveis personagens neste filme. Vencedora de três Oscar, a versão do diretor Billy Wilder desta bizarra história é um verdadeiro clássico do cinema. Da inesquecível primeira cena até o inevitavelmente trágico desfecho, o filme é a palavra final sobre o lado cruel de Hollywood. Erich von Stroheim, como o descobridor, ex-marido e mordomo, e Nancy Olson, com o toque de brilho nesta sombria tragédia, forma igualmente aclamados por suas excelentes interpretações.

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

«Sunset Boulevard é um dos filmes mais cruelmente amargos que já foram feitos sobre a indústria cinematográfica.
Na verdade, é um dos filmes mais cruelmente amargos que já foram feitos.»

Sérgio Vaz

 

Críticas e comentários

Chinatown

Chinatown (Roman Polanski, 1974)
16 FEV
terça-feira − 19h30

Chinatown. Direção: Roman Polanski. Produção: Robert Evans. Roteiro: Robert Towne. Elenco: Jack Nicholson, Faye Dunaway, John Huston, Perry Lopez, John Hillerman e outros.
― Estados Unidos, 1974. Cor, 130 min. Distribuição: Paramount Pictures. Em inglês, cantonês, espanhol, com legendas em português.

Jack Nicholson é Jake Gittes, um esperto detetive particular que leva uma vida tranquila no clima de moral duvidosa, em Los Angeles antes da Segunda Guerra. Contratado para investigar um caso extraconjugal, Gittes, inadvertidamente, se envolve numa rede de negócios escusos e traição. O que a princípio parece ser um caso simples, vai surgindo como um redemoinho de escândalo político, corrupção generalizada e sombrios segredos de família, tudo revelado em uma noite em Chinatown.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Críticas e comentários

Scarface (1932)

No dia 29 de maio, terça-feira, às 19h30, no Centro Cultural de Brasília, o Cine-Fórum apresenta Scarface – a vergonha de uma nação, filme de 1932, dirigido pelos norte-americanos Howard Hawks e Richard Rosson.

Scarface, obra representativa dos filmes de gângster, é apresentado na programação sobre a história do cinema do Cine-Fórum. 


Sinopse

Ascensão e queda do gangster Tony Scarface Camonte, que cria um império do crime em Chicago dos anos 1920, sacrificando para isso os amigos, a família e a própria sanidade.

Scarface – A Vergonha de uma Nação ― Howard Hawks, Richard Rosson (1932) Estados Unidos. Elenco: Paul Muni, Ann Dvorak, Karen Morley, Boris Karloff. (93 min) P&B.

 Entrada franca.

 Classificação indicativa

Não recomendado para menores de 14 anos

Trailer