Em um mundo melhor

Em um mundo melhor (Susanne Bier, 2010)
26 DE JULHO
terça-feira − 19h30

Hævnen (Em um mundo melhor). Direção: Susanne Bier. Produção: Sisse Graum Jørgensen. Roteiro: Anders Thomas Jensen, Susanne Bier, Per Nielsen. Música: Johan Söderqvist. Fotografia: Morten Søborg. Edição: Pernille Bech Christensen, Morten Egholm. Elenco: Mikael Persbrandt, Wil Johnson, Eddy Kimani, Emily Mulaya, Gabriel Muli e outros.
― Dinamarca, Suécia, 2010. 1h 59min. Em dinamarquês, sueco, inglês, árabe, com legendas em português.

Anton é um médico que vive entre sua casa numa tranquila cidade na Dinamarca e seu trabalho num campo de refugiados africanos. Nesses dois mundos diferentes, ele e sua família se deparam com conflitos que os levarão a escolhas difíceis entre vingança e perdão. Anton e sua esposa Marianne estão separados e lutam com a possibilidade do divórcio. Seu filho mais velho, Elias, estava sofrendo na escola até ser defendido por Christian, o novo garoto recém-chegado de Londres com seu pai, Claus. A mãe de Christian perdeu recentemente sua luta contra o câncer e ele está profundamente abalado pela perda. Elias e Christian criam rapidamente uma forte ligação, mas quando Christian envolve Elias num perigoso ato de vingança com consequências potencialmente perigosas, sua amizade é testada e vidas são postas em risco.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 

 Críticas e comentários

Investigação sobre um cidadão acima de qualquer suspeita

Investigação sobre um cidadão acima de qualquer suspeita (Elio Petri, 1970)19 DE JULHO
terça-feira − 19h30

Indagine su un cittadino al di sopra di ogni sospetto (Investigação sobre um cidadão acima de qualquer suspeita). Direção: Elio Petri. Produção: Daniele Senatore; Marina Cicogna. Roteiro: Elio Petri, Ugo Pirro. Música: Ennio Morricone. Fotografia: Luigi Kuveiller. Edição: Ruggero Mastroianni. Elenco: Gian Maria Volontè, Florinda Bolkan, Gianni Santuccio, Orazio Orlando, Sergio Tramonti e outros.
― Itália, 1970. Cor (Technicolor), 1h52min. Em italiano, com legendas em português.

O chefe da polícia de Roma mata a sua amante e tenta incriminar um jovem esquerdista, que também tinha um caso com ela. Por chefiar as investigações, ele tem certeza de que está acima de qualquer suspeita. Assim, não se preocupa em deixar pistas no local do crime que apontem diretamente para seu nome e que serão ignoradas.

Livremente baseado em Crime e Castigo de Dostoiévski, Investigação sobre um cidadão acima de qualquer suspeita é um dos grandes filmes políticos italianos dos anos 1970, longa essencial do diretor Elio Petri sobre o abuso e corrupção do poder e da moral.

simbolo 18pq

Críticas e comentários

O batedor de carteiras

O batedor de carteiras (Robert Bresson, 1959)
12 DE JULHO
terça-feira − 19h30

Pickpocket (O batedor de carteiras). Direção e roteiro: Robert Bresson. Fotografia: Léonce-Henri Burel. Edição: Raymond Lamy. Elenco: Martin LaSalle, Marika Green, Jean Pélégri.
― França, 1959. P&B, 75 min. Em francês, com legendas em português.

Michael passa os dias nas ruas de Paris refinando sua técnica de batedor de carteiras. Quando conhece Jeanne , cuja ocupação é cuidar da mãe doente, ele reavalia sua vida. O Batedor de Carteiras é inspirado no romance Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski. Em seus filmes minimalistas e radicais, Bresson adotou ideais filosóficos de pureza, cujo efeito na tela é uma estética que dispensa tudo que não seja essencial. Narrado com poucos movimentos de câmera e atores não profissionais, O Batedor de Carteiras é o exemplo máximo do método de Bresson. O resultado é uma ficção que mais parece um documentário.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Críticas e comentários

O terceiro homem

O terceiro homem (Carol Reed, 1949)5 DE JULHO
terça-feira − 19h30

The Third Man (O terceiro homem). Direção: Carol Reed. Roteiro: Graham Greene. Elenco: Orson Welles, Joseph Cotten, Alida Valli, Trevor Howard, Bernard Lee e outros.
― Reino Unido, 1949. P&B, 1h 44min. Em inglês, alemão, russo, com legendas em português.

Após a Segunda Guerra Mundial, o escritor americano Holly Martins (Joseph Cotten) chega em Viena. Ele está em crise e sem dinheiro, mas seu velho amigo de escola Harry Lime (Orson Welles) havia lhe prometido ajuda. Holly tenta encontrar Harry, mas fica sabendo que ele foi atropelado e teve morte instantânea. Intrigado, o escritor decide fazer sua própria investigação sobre o misterioso passado do amigo e descobrir a verdade por trás de um véu de mentiras.

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

 

 Críticas e comentários

O longa captura em detalhes o clima de paranoia e confusão que marcou os primeiros anos do pós-guerra.
Rodrigo Carreiro

Pecado da carne

Pecado da carne (Haim Tabakman, 2009)
28 DE JUNHO
terça-feira − 19h30

Einayim Petukhoth / Eyes wide open (Pecado da carne). Direção: Haim Tabakman. Roteiro: Merav Doster. Elenco: Zohar Shtrauss, Ran Danker, Tinkerbell, Tzahi Grad, Isaac Sharry e outros.
― Israel, Alemanha, França, 2009. 1h 31min. Em hebraico, yiddish, alemão, francês, inglês, com legendas em português.

Aaron, um respeitável açougueiro da comunidade ortodoxa judaica em Jerusalém, é casado com Rivka e é um dedicado pai de quatro filhos. Um dia, ele encontra Ezri, um bonito estudante de 22 anos, e logo se apaixona por ele. Ele então começa a negligenciar a sua vida familiar e na comunidade, varrido por seu amor e desejo por Ezri. Mas a culpa, o tormento e a pressão dos religiosos irá angustiá-lo, levando-o a tomar uma decisão radical.Aaron, um respeitável açougueiro da comunidade ortodoxa judaica em Jerusalém, é casado com Rivka e é um dedicado pai de quatro filhos. Um dia, ele encontra Ezri, um bonito estudante de 22 anos, e logo se apaixona por ele. Ele então começa a negligenciar a sua vida familiar e na comunidade, varrido por seu amor e desejo por Ezri. Mas a culpa, o tormento e a pressão dos religiosos irá angustiá-lo, levando-o a tomar uma decisão radical

Não recomendado para menores de 16 anos

 Críticas e comentários

Aqui é o meu lugar

Aqui é o meu lugar (Paolo Sorrentino, 2011)
21 DE JUNHO
terça-feira − 19h30

This must be the place (Aqui é o meu lugar). Direção: Paolo Sorrentino. Roteiro: Paolo Sorrentino, Umberto Contarello. Música: David Byrne, Will Oldham. Fotografia: Luca Bigazzi. Edição: Cristiano Travaglioli. Elenco: Sean Penn, Olwen Fouere, Judd Hirsch, Eve Hewson, Kerry Condon e outros.
― Itália, França, Irlanda, 2011. 1h 58min. Em inglês, hebraico, com legendas em português.

Cheyenne (Sean Penn) é um astro da música de 50 anos de idade, afastado dos palcos há mais de duas décadas. Deprimido e refém de sua própria fama, ele vive de renda, deprimido e angustiado. Quando recebe a notícia que seu pai, que não vê há 30 anos, está muito doente, resolve visitá-lo em Nova Iorque, mas chega tarde demais. Decidido a encontrar aquele que foi o algoz do seu pai nos tempos da guerra, no campo de concentração de Auschwitz, ele sai em busca pelos Estados Unidos numa viagem de descoberta pela América.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 

 Críticas e comentários

Biutiful

Biutiful ( Alejandro G. Iñárritu, 2010)
14 DE JUNHO
terça-feira − 19h30

Biutiful. Direção: Alejandro González Iñárritu. Roteiro: Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Armando Bo. Música: Gustavo Santaolalla. Elenco: Javier Bardem, Maricel Álvarez, Hanaa Bouchaib, Guillermo Estrella, Eduard Fernández e outros.
― México; Espanha, 2010. 2h 28min. Em espanhol, wolof, chinês, com legendas em português.

Esta é a história de um homem que vive uma queda livre emocional. Em sua viagem em busca de redenção, a escuridão ilumina o seu caminho. Conectado ao outro mundo, Uxbal é um trágico herói e pai de dois filhos que, ao sentir o perigo iminente da morte, batalha contra uma dura realidade e um destino que o impede de perdoar, perdoar-se, por amor e para sempre.

Não recomendado para menores de 16 anos

 Críticas e comentários