O palácio francês

 

O palácio francês (Bertrand Tavernier, 2013)

Quai d’Orsay (O palácio francês). Direção: Bertrand Tavernier. Produção: Frédéric Bourboulon, Jérôme Seydoux. Roteiro: Abel Lanzac [Antonin Baudry], Christophe Blain, Bertrand Tavernier, baseado nos quadrinhos Quai d’Orsay – Chroniques diplomatiques, de Abel Lanzac e Christophe Blain. Música: Philippe Sarde. Fotografia: Jérôme Alméras. Edição: Guy Lecorne. Elenco: Thierry Lhermitte, Raphaël Personnaz, Niels Arestrup, Bruno Raffaelli, Julie Gayet e outros.
― 2013, França. 1h 53min. Em francês.

Graduado na École nationale d’administration, o jovem Arthur é chamado para trabalhar no Ministério das Relações Exteriores da França, à serviço de um ambicioso ministro. Arthur será responsável por elaborar o discurso do ministro, mas logo percebe que em meio a golpes políticos e vaidades pessoais, esta tarefa não será nada fácil.

[ficha técnica IMDB]

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 

Críticas e comentários

Anúncios

Os abutres têm fome

Os abutres têm fome (Don Siegel, 1970)

Two Mules for Sister Sara (Os abutres têm fome). Direção: Don Siegel. Produção: Carroll Case, Martin Rackin. Roteiro: Budd Boetticher, Albert Maltz. Música: Ennio Morricone. Fotografia: Gabriel Figueroa, Robert Surtees. Edição: Robert F. Shugrue. Direção de arte: José Rodríguez Granada. Elenco: Shirley MacLaine, Clint Eastwood, Manolo Fábregas, Alberto Morin, Armando Silvestre e outros. ― 1970, Estados Unidos, México. 1h 56min. Em inglês, espanhol, latim, francês. Classificação indicativa: 14 anos.

México, século XIX, um mercenário americano salva uma freira dos seus pretensos molestadores. Mais tarde, ele descobre que este encontro casual foi um golpe de sorte, já que ela sabe muito acerca dos oficiais do quartel que ele planeja invadir.

Ficha técnica: [IMDB]

Comentários e críticas

 

Leolo… porque eu sonho…

16 maio
quarta-feira, 19:30 — Centro Cultural de Brasília

Léolo (Leolo… porque eu sonho…). Direção e roteiro: Jean-Claude Lauzon (1953–1997). Produção: Aimée Danis, Lyse Lafontaine. Fotografia: Guy Dufaux. Edição: Michel Arcand. Elenco: Maxime Collin, Gilbert Sicotte, Ginette Reno, Denys Arcand, Julien Guiomar e outros.
― 1992, Canadá, França. 1h 47min. Em francês, com legendas em português.

Bairro operário de Montréal, nos anos 1950. Em uma família pobre, uma loucura hereditária que vem do avô e passa pelo pai atinge inexorável as quatro crianças da família. Léolo, o caçula, tenta escapar, refugiando-se na fantasia. A partir de sua fantasia onde sua mãe é fertilizada por um tomate portador do esperma de um camponês da Sicília, Léolo nega a nacionalidade quebequense e se declara italiano. Mergulhado em seu próprio mundo de fantasias, o menino tenta provar que não está destinado à loucura.

« Parce que moi je rêve,
moi je ne le suis pas. »

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Críticas e comentários

 

O marido da cabeleireira

Le mari de la coiffeuse 2

25 abril
quarta-feira, 19:30 — Centro Cultural de Brasília

Le mari de la coiffeuse (O marido da cabeleireira). Direção: Patrice Leconte. Produção: Thierry de Ganay. Roteiro: Claude Klotz, Patrice Leconte. Música: Michael Nyman. Fotografia: Eduardo Serra. Edição: Joëlle Hache. Elenco: Jean Rochefort, Anna Galiena, Roland Bertin, Maurice Chevit, Philippe Clévenot e outros. ― 1990, França. 1h 22min. Em francês, árabe, com legendas em português.

Antoine, quando garoto, apaixonou-se por uma cabeleireira e sempre arrumava uma forma de cortar o cabelo para estar próximo da amada. Na maturidade, cai de amores por Mathilde, também cabeleireira.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Críticas e comentários

 

A mulher e o atirador de facas

 

11 abril
quarta-feira, 19:30 — Centro Cultural de Brasília

La fille sur le pont (A mulher e o atirador de facas / A garota sobre a ponte). Direção: Patrice Leconte. Produção: Christian Fechner. Roteiro: Serge Frydman. Fotografia: Jean-Marie Dreujou. Edição: Joëlle Hache. Elenco: Vanessa Paradis, Daniel Auteuil, Frédéric Pfluger, Demetre Georgalas, Catherine Lascault e outros. ― 1999, França. P&B, 1h 30min. Em francês, italiano, grego, com legendas em português.

Adèle, uma garota desesperada e com vários romances fracassados, deseja profundamente morrer. Tenta se matar pulando de uma ponte, mas é salva por Gabor, um atirador de facas e acaba se tornando sua parceira no número circense. Bem-sucedidos em seu perigoso ofício, os dois se envolvem em uma desafiante relação.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Críticas e comentários

 

Pedalando com Molière

Pedalando com Molière (Philippe Le Guay, 2013)

28 fev.
quarta-feira, 19:30 — Centro Cultural de Brasília

Alceste à bicyclette (Pedalando com Molière). Direção: Philippe Le Guay. Produção: Anne-Dominique Toussaint. Roteiro: Philippe Le Guay, Fabrice Luchini, Emmanuel Carrère. Música: Jorge Arriagada. Fotografia: Jean-Claude Larrieu. Edição: Monica Coleman. Design de produção: Françoise Dupertuis. Elenco: Fabrice Luchini, Lambert Wilson, Maya Sansa, Camille Japy, Ged Marlon e outros. ― 2013, França. 1h 44min. Em francês, italiano, com legendas em português.

Cansado da carreira de ator, o respeitado Serge Tanneur decide abandonar os palcos e se aposentar, vivendo isolado na pequena Ilha de Ré. Sua calma é interrompida pela chegada de Gauthier Valence, ator de televisão popular, que o convida a interpretar o papel principal em uma adaptação de O Misantropo, de Molière. Afinal, a nova condição de Serge combina muito bem com o personagem clássico… Após a recusa inicial, Serge propõe um desafio: ambos devem ensaiar a primeira cena da peça juntos, nos papéis de Philinte e Alceste, e depois de cinco dias treinando, ele dará a resposta sobre sua participação. Começam assim os jogos de poder e manipulação entre os dois homens.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 

Críticas e comentários

 

Todas as manhãs do mundo

6  DE DEZEMBRO
quarta-feira − 19h30

Tous les matins du monde (Todas as manhãs do mundo). Direção: Alain Corneau. Produção: Jean-Louis Livi. Roteiro: Alain Corneau, Pascal Quignard, baseado no romance Tous les matins du monde (1991), de Pascal Quignard. Música: Jordi Savall. Fotografia: Yves Angelo. Edição: Marie-Josèphe Yoyotte. Design de produção: Bernard Vézat. Decoração: Françoise Doré. Figurino: Corinne Jorry. Elenco: Jean-Pierre Marielle, Gérard Depardieu, Guillaume Depardieu, Anne Brochet, Carole Richert e outros.
― 1991, França. 1h 55min. Em francês, com legendas em português.

França, século XVII, o compositor Marin Marais recorda o aprendizado e tensões vividos com seu mestre de viola de gamba Monsieur de Sainte-Colombe.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 Trilha sonora no Spotify