A vida secreta das palavras

The Secret Life of Words

 

4 abril
quarta-feira, 19:30 — Centro Cultural de Brasília

The secret life of words (A vida secreta das palavras). Direção: Isabel Coixet. Produção: Brendan J. Byrne, Esther García, Pedro Almodóvar. Roteiro: Isabel Coixet. Fotografia: Jean-Claude Larrieu. Edição: Irene Blecua. Elenco: Sarah Polley, Tim Robbins, Sverre Anker Ousdal, Javier Cámara, Danny Cunningham e outros.
― 2005, Espanha, Irlanda. 1h 55min. Em inglês, dinamarquês, com legendas em português.

Hanna é uma mulher solitária e com um passado misterioso. Funcionária exemplar, ela é obrigada a tirar férias. Sem ter o que fazer e nem para onde ir, Hanna é voluntária para cuidar de Josef, um homem que ficou temporariamente cego depois de uma explosão numa plataforma de petróleo. Uma estranha intimidade surge entre eles. É uma ligação cheia de segredos, verdades, mentiras, condescendência e dor, da qual nenhum deles irá sair ileso e a qual irá mudar a vida de ambos para sempre.

Não recomendado para menores de 16 anos

Críticas e comentários

 

Anúncios

Chocolate

 

13  DE DEZEMBRO
quarta-feira − 19h30

Chocolat (Chocolate). Direção: Lasse Hallström. Produção: David Brown, Kit Golden, Leslie Holleran. Roteiro: Robert Nelson Jacobs, baseado no romance Chocolat (1999), de Joanne Harris. Música: Rachel Portman. Edição: Andrew Mondshein. Fotografia: Roger Pratt. Direção de arte: Lucy Richardson. Figurino: Renee Ehrlich Kalfus. Elenco: Juliette Binoche, Johnny Depp, Alfred Molina, Victoire Thivisol, Carrie-Anne Moss e outros.
― 2000, Reino Unido, Estados Unidos. 2h 1min. Em inglês, francês, com legendas em português.

Durante a Quaresma, em Lansquenet, uma aldeia francesa marcada pelas tradições e o peso da religião, chegam Vianne Rocher e sua filha Anouk. Vianne é uma jovem e encantadora mulher, mestra na fabricação de chocolate. A nova loja não é bem aceita pelo austero e controlador Conde de Reynaud.

 

O chef Gustavo Maragna, chocolatier, conversará com a plateia sobre a origem e fabricação do chocolate.

 

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

 

 

Essa sessão encerra a temporada 2017 do Cine-Fórum.
Voltaremos no dia 21 de fevereiro de 2018.

 

À meia luz

À meia luz

No dia 1º de setembro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme À meia luz, dirigido pelo cineasta estadunidense George Cukor (1899–1983).

Este filme integra o Pequeno Festival Ingrid Bergman (1915–1982), na comemoração do centenário de seu nascimento.

#IngridBergman100

Sinopse

História de Paula Alquist, sobrinha de uma famosa cantora de ópera assassinada, e Gregory Anton, pianista pretendente e futuro esposo de Paula. Após o casamento, Gregory passa a torturar psicologicamente sua jovem esposa, fazendo-a acreditar que está enlouquecendo. A história passa a tomar um rumo diferente, embora embebida em suspense, quando o investigador Brian Cameron passa a desconfiar de Gregory.

Gaslight (À meia luz). Estados Unidos: 1944. Direção: George Cukor. Roteiro: John Van Druten, Walter Reisch, John L. Balderston, baseado na peça de teatro Angel Street, de Patrick Hamilton (1904–1962). Elenco: Charles Boyer, Ingrid Bergman, Joseph Cotten, Dame May Whitty, Angela Lansbury e outros. Música: Bronislau Kaper. Direção de fotografia: Joseph Ruttenberg. Edição: Ralph E. Winters. Direção de arte: Cedric Gibbons. 114 min, P&B, em inglês, com legendas em português.

Entrada franca

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

Comentários e críticas

Casa vazia

Casa Vazia (2004)

No dia 2 de junho, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme Casa vazia, dirigido pelo cineasta coreano Kim Ki-Duk.

Sinopse

Um homem dedica-se a invadir residências quando os seus moradores estão fora, com intenção não de roubar ou destruir; mas antes pela sensação de passar uma noite em casa de estranhos. E antes de sair, retribui aos anfitriões que não conhece, lavando-lhes a roupa ou cuidando-lhes da casa. Mas a sua vida mudará quando entra na casa de um casal abastado e encontra alguém que desperta seu interesse.

Bin-jip (Casa vazia). Coreia do Sul, Japão: 2004. Direção e roteiro: Kim Ki-Duk. Elenco: Seung-yeon Lee, Hyun-kyoon Lee, Hyuk-ho Kwon, Jeong-ho Choi, Ju-seok Lee e outros. 88 min, em coreano, com legendas em português.

Entrada franca

Não recomendado para menores de 16 anos

A fonte das mulheres

A fonte das mulheres (2011)

No dia 26 de maio, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme A fonte das mulheres, do cineasta judeu-romeno Radu Mihaileanu.

Sinopse

A história se passa nos tempos atuais, em uma remota e tradicional aldeia patriarcal, em algum lugar no Magrebe. A pequena aldeia, assombrada pela seca, o desemprego e a corrupção das autoridades locais – que atrasam a instalação da água encanada e da eletricidade – sobrecarrega de trabalho pesado suas mulheres. Sempre levando baldes nas costas, ladeira acima, ladeira abaixo, várias delas, grávidas, perdem os filhos. Leïla, esposa de Sami, jovem professor da escola local, começa um movimento de greve de sexo entre as mulheres para forçar os homens a trazer água para a aldeia. Há uma forte e brutal reação dos homens, apoiados por seus líderes. Com coragem e bom humor, as mulheres resistem até conseguir seu objetivo.

La source des femmes (A fonte das mulheres). Bélgica, Itália, França: 2011, 135 min, em árabe, com legendas em português. Direção: Radu Mihaileanu. Roteiro: Radu Mihaileanu, Alain-Michel Blanc, Catherine Ramberg. Elenco: Leïla Bekhti, Hafsia Herzi, Hiam Abbass. Distribuidor: Paris Filmes.

Entrada franca

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Comentários, críticas