Júlia


22 DE AGOSTO
terça-feira − 19h30

Júlia (Julia). Direção: Fred Zinnemann. Produção: Richard Roth. Roteiro: Alvin Sargent, baseado no romance Pentimento: A book of portraits (1973), de Lillian Hellman (1905-1984). Música: Georges Delerue. Fotografia: Douglas Slocombe. Edição: Marcel Durham, Walter Murch. Elenco: Jane Fonda, Vanessa Redgrave, Jason Robards, Meryl Streep, Maximilian Schell e outros.
― 1977, Estados Unidos. 1h 57min. Em inglês, francês, russo, alemão, com legendas em português.

Duas amigas de infância percorrem caminhos diferentes: a mais rica, Julia, foi estudar em Viena, e a outra, Lillian Hellman, tornou-se escritora, e quando alcança a fama é convidada a ir para a União Soviética. Julia, que vive na Europa, pede-lhe que contrabandeie dinheiro através da Alemanha para ajudar as vítimas do regime nazista. A missão apresentava perigo, pois Lillian era uma intelectual judia que rumava para a Rússia comunista. As duas têm um rápido encontro e a escritora toma conhecimento que Julia tinha uma filha. Logo após regressar para a América do Norte, Lillian toma conhecimento que sua amiga Julia fora assassinada. Ela então viaja para a Inglaterra, na esperança de encontrar a filha de Julia, a quem tinha prometido cuidar.

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

 Críticas e comentários

Anúncios

Underground

18 DE JULHO
terça-feira − 19h30

Underground (Underground: mentiras de guerra). Direção: Emir Kusturica. Produção: Pierre Spengler. Roteiro: Dusan Kovacevic, Emir Kusturica. Música: Goran Bregovic. Fotografia: Vilko Filac. Edição: Branka Ceperac. Elenco: Predrag ‘Miki’ Manojlovic, Lazar Ristovski, Mirjana Jokovic, Slavko Stimac, Ernst Stötzner e outros.
― 1995, República Federal da Iugoslávia, França, Alemanha, Bulgária, República Checa, Hungria. 2h 50min Em sérvio, alemão, francês, inglês, russo, com legendas em português.

Durante a Segunda Guerra Mundial, num esconderijo subterrâneo em Belgrado, dois amigos fazem fortuna utilizando refugiados em um abrigo subterrâneo para produzir armas que vendem no mercado negro. Marko é um jovem líder de uma banda musical, e participa do submundo do tráfico de armas. Junto com seu amigo Blaky, Marko passa a fornecer armas aos membros da resistência e em pouco tempo conseguem enriquecer. No final do conflito, Marko continua iludindo os refugiados por mais quinze anos, para explorá-los e assim tornando-se mais ricos.

Não recomendado para menores de 16 anos

Sólo le pido a Dios
Que la guerra no me sea indiferente
Es un monstruo grande y pisa fuerte
Toda la pobre inocencia de la gente

León Gieco

 

Críticas e comentários

A nau dos insensatos

11 DE JULHO
terça-feira − 19h30

Ship of Fools (A nau dos insensatos). Direção e produção: Stanley Kramer. Roteiro: Abby Mann, baseado no romance Ship of fools (1962), de Katherine Anne Porter. Música: Ernest Gold. Fotografia: Ernest Laszlo. Edição: Robert C. Jones. Design de produção: Robert Clatworthy. Decoração: Joseph Kish. Figurino: Bill Thomas. Elenco: Vivien Leigh, Simone Signoret, José Ferrer, Lee Marvin, Oskar Werner e outros.
― 1965, Estados Unidos. P&B, 2h 29min. Em inglês, alemão, espanhol, com legendas em português.

O filme mostra a história de diferentes passageiros a bordo de um navio que viaja do México rumo à Alemanha pré-Hitler. Durante longos 36 dias, vários personagens contam suas vidas e suas experiências. Há um discípulo do nazismo, um rico judeu, um dançarino franzino e sua trupe. Um médico, Wilhelm Schumann, fica frustrado por não conquistar a bela Condessa; há o nobre e amaldiçoado espanhol; o amor entre os dois jovens e artistas americanos. E há também Glocken, um anão filósofo que anuncia que aquela é a nau dos insensatos.

Livre para todos os públicos

Críticas e comentários

Primavera para Hitler

Primavera para Hitler (Mel Brooks, 1967)

30 DE AGOSTO
terça-feira − 19h30

The Producers (Primavera para Hitler). Direção: Mel Brooks. Produção: Sidney Glazier. Roteiro: Mel Brooks. Música: John Morris. Fotografia: Joseph F. Coffey. Edição: Ralph Rosenblum. Elenco: Gene Wilder, Zero Mostel, Estelle Winwood, Dick Shawn, Renée Taylor e outros.
― Estados Unidos, 1967. 1h 28min Em inglês, alemão, com legendas em português.

Um produtor de teatro falido e um tímido contador criam o plano ideal para levantar dinheiro fácil – superfaturar um orçamento de produção para uma peça na Broadway, fazer do espetáculo um tremendo fracasso, e fugir para o Rio de Janeiro com o dinheiro arrecadado. Assim, eles produzem Primavera para Hitler, um infame musical sobre o nazismo. Porém, a peça se transforma num grande sucesso, para o desespero dos trambiqueiros.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Críticas e comentários

Aqui é o meu lugar

Aqui é o meu lugar (Paolo Sorrentino, 2011)
21 DE JUNHO
terça-feira − 19h30

This must be the place (Aqui é o meu lugar). Direção: Paolo Sorrentino. Roteiro: Paolo Sorrentino, Umberto Contarello. Música: David Byrne, Will Oldham. Fotografia: Luca Bigazzi. Edição: Cristiano Travaglioli. Elenco: Sean Penn, Olwen Fouere, Judd Hirsch, Eve Hewson, Kerry Condon e outros.
― Itália, França, Irlanda, 2011. 1h 58min. Em inglês, hebraico, com legendas em português.

Cheyenne (Sean Penn) é um astro da música de 50 anos de idade, afastado dos palcos há mais de duas décadas. Deprimido e refém de sua própria fama, ele vive de renda, deprimido e angustiado. Quando recebe a notícia que seu pai, que não vê há 30 anos, está muito doente, resolve visitá-lo em Nova Iorque, mas chega tarde demais. Decidido a encontrar aquele que foi o algoz do seu pai nos tempos da guerra, no campo de concentração de Auschwitz, ele sai em busca pelos Estados Unidos numa viagem de descoberta pela América.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 

 Críticas e comentários

Adeus, meninos

Au-revoir-les-enfants

No dia 18 de agosto, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme Adeus, meninos, dirigido pelo cineasta francês Louis Malle (1932 – 1995).

Sinopse

Julien tem 12 anos, frequenta um colégio católico, na França, durante a ocupação nazista. No inverno de 1944, ele se torna o melhor amigo de Jean Bonnet, um companheiro de classe que é judeu. A Gestapo invade a escola e prende Jean, junto com outros dois estudantes e o padre, que teriam ocultado a presença dos judeus na instituição. Filme autobiográfico do diretor Louis Malle.

Au revoir les enfants (Adeus, meninos). França, Alemanha, Itália: 1987. Direção e roteiro: Louis Malle. Elenco: Gaspard Manesse, Raphael Fejtö, Francine Racette, Stanislas Carré de Malberg, Philippe Morier-Genoud e outros. Direção de fotografia: Renato Berta. Montagem: Emmanuelle Castro. 104 min, em francês, alemão, inglês, grego, latim, com legendas em português.

Entrada franca

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Comentários e críticas

O Escarlate e o Negro

O Escarlate e o Negro

No dia 24 de fevereiro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme O Escarlate e o Negro, dirigido pelo cineasta americano Jerry London, com Gregory Peck (1916–2003). 

Sinopse

Cinebiografia de Monsenhor Hugh O’Flaherty (1898 – 1963), padre irlandês, importante figura da resistência ao nazismo, alto funcionário da Cúria Romana no pontificado de Pio XII. Durante a Segunda Guerra Mundial, foi responsável por salvar milhares de soldados aliados e judeus. Devido à sua capacidade de evitar as armadilhas dos nazistas, Monsenhor O’Flaherty ganhou o apelido de Pimpinela Escarlate do Vaticano, em alusão ao herói da novela The Scarlet Pimpernel de Emma Orczy.

The Scarlet and the Black (O escarlate e o negro). Estados Unidos, Reino Unido, Itália: 1983, 143 min, em inglês, alemão, italiano, com legendas em português. Direção: Jerry London. Roteiro: David Butler, baseado no livro de J.P. Gallagher. Elenco: Gregory Peck, Christopher Plummer, John Gielgud.

Entrada franca

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos