Falstaff : o toque da meia-noite

13 DE SETEMBRO
quarta-feira − 19h30

 

Falstaff: chimes at midnight (Falstaff: o toque da meia-noite). Direção: Orson Welles. Produção: Ángel Escolano, Emiliano Piedra, Harry Saltzman, Alessandro Tasca. Roteiro: Orson Welles, baseado em peças de William Shakespeare (1564–1616) e nas crônicas de Raphael Holinshed (1529–1580). Música: Angelo Francesco Lavagnino. Fotografia: Edmond Richard. Edição: Elena Jaumandreu, Frederick Muller, Peter Parasheles. Design de produção: Mariano Erdoiza. Decoração: José Antonio de la Guerra. Figurino: Orson Welles. Elenco: Orson Welles, Jeanne Moreau, Margaret Rutherford, John Gielgud, Marina Vlady e outros.
― 1965, Suiça, França, Espanha. P&B, 1h 59min. Em inglês, com legendas em português.

Inglaterra, início do século XV. Na iminência de uma guerra civil, o já idoso e doente rei Henrique IV luta tanto para manter seu reinado quanto contra os costumes boêmios que seu filho Hal, o futuro rei Henrique V, leva ao lado de Falstaff, um velho beberrão dono de hábitos desregrados.

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

Críticas e comentários

Anúncios

Assassinato no Expresso Oriente

Ingrid Bergman - Assassinato no Expresso Oriente (1974)

No dia 22 de setembro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme Assassinato no Expresso Oriente, dirigido pelo cineasta estadunidense Sidney Lumet (1924–2011).

Este filme integra o Pequeno Festival Ingrid Bergman (1915–1982), na comemoração do centenário de seu nascimento.

#IngridBergman100

Sinopse

O inspetor Hercule Poirot, tenta desvendar um intrigante caso de assassinato a bordo do Expresso Oriente. A vítima era o sequestrador e assassino do famoso bebê dos Lindbergh, e todos os passageiros têm um segredo a esconder.

Murder on the Orient Express (Assassinato no Expresso Oriente). Reino Unido: 1974. Direção: Sidney Lumet. Roteiro: Paul Dehn, baseado no livro Murder on the Orient Express, de Agatha Christie (1890 – 1976), publicado em 1934. Elenco: Albert Finney, Ingrid Bergman, Lauren Bacall, Martin Balsam, Jacqueline Bisset e outros. Música: Richard Rodney Bennett. Direção de fotografia: Geoffrey Unsworth. Edição: Anne V. Coates. Direção de arte: Jack Stephens. Figurino: Tony Walton. 128 min, em inglês, francês, alemão, Turco, italiano, sueco, com legendas em português.

Entrada franca

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Comentários e críticas

As sandálias do pescador

As sandálias do pescador

No dia 3 de março, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme As sandálias do pescador, dirigido pelo cineasta americano Michael Anderson, com Anthony Quinn (1915–2001). 

Sinopse

Depois de vários anos preso em um campo de trabalhos forçados na Sibéria, o padre Kiril Lakota é enviado à Roma, onde será criado cardeal. Com a morte do papa, Kiril torna-se um forte candidato à sucessão. Diante das pressões políticas do mundo, no período da Guerra Fria, quais as implicações de um papa vindo de um país comunista?
Baseado em romance homônimo de Morris West (1916 – 1999).

The Shoes of the Fisherman (As sandálias do pescador). Estados Unidos: 1968, 162 min, em inglês, latim, com legendas em português. Direção: Michael Anderson. Produtora: Metro-Goldwyn-Mayer (MGM). Roteiro: John Patrick, James Kennaway, baseado no romance homônimo de Morris L. West. Elenco: Anthony Quinn, Laurence Olivier, Oskar Werner, Vittorio De Sica.

Entrada franca

Livre para todos os públicos

O Escarlate e o Negro

O Escarlate e o Negro

No dia 24 de fevereiro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme O Escarlate e o Negro, dirigido pelo cineasta americano Jerry London, com Gregory Peck (1916–2003). 

Sinopse

Cinebiografia de Monsenhor Hugh O’Flaherty (1898 – 1963), padre irlandês, importante figura da resistência ao nazismo, alto funcionário da Cúria Romana no pontificado de Pio XII. Durante a Segunda Guerra Mundial, foi responsável por salvar milhares de soldados aliados e judeus. Devido à sua capacidade de evitar as armadilhas dos nazistas, Monsenhor O’Flaherty ganhou o apelido de Pimpinela Escarlate do Vaticano, em alusão ao herói da novela The Scarlet Pimpernel de Emma Orczy.

The Scarlet and the Black (O escarlate e o negro). Estados Unidos, Reino Unido, Itália: 1983, 143 min, em inglês, alemão, italiano, com legendas em português. Direção: Jerry London. Roteiro: David Butler, baseado no livro de J.P. Gallagher. Elenco: Gregory Peck, Christopher Plummer, John Gielgud.

Entrada franca

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

Joana d’Arc (1957)

joana-darc-Preminger

No dia 1º de abril, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (jesuítas) apresenta o filme Joana d’Arc, dirigido pelo austríaco Otto Preminger (1905–1986). 

«Tive vontade de acreditar!»

Joana d’Arc

Sinopse

França, século XV. A Guerra dos Cem Anos com a Inglaterra se estende desde 1337. Nesse cenário turbulento, a jovem camponesa Joana d’Arc, após ouvir vozes divinas, assume a missão de liderar o exército francês contra os invasores ingleses. Depois de vencer uma série de batalhas, Joana é traída por seus pares e entregue à Inquisição. Tem início um dos processos mais célebres da História.

 Saint Joan (Joana d’Arc). Estados Unidos, Reino Unido: 1957, 110 min, em inglês, com legendas em português. Direção: Otto Preminger. Roteiro: Graham Greene, baseado na peça de George Bernard Shaw. Elenco: Jean Seberg, Richard Widmark, Richard Todd, Anton Walbrook.

Entrada franca 

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 Leituras recomendadas