Barrabás

Barrabás (Richard Fleischer, 1961)
22 MARÇO
terça-feira − 19h30

Barabbas (Barrabás). Direção: Richard Fleischer. Produção: Dino De Laurentiis. Roteiro: Christopher Fry, baseado no romance “Barabbas”, de Pär Lagerkvist (1891–1974). Elenco: Anthony Quinn, Silvana Mangano, Arthur Kennedy, Katy Jurado, Harry Andrews e outros.
― Itália, Estados Unidos, 1961. Cor, 137 min. Distribuição: Columbia TriStar. Em inglês, com legendas em português.

História fictícia sobre Barrabás, baseada na passagem do Novo Testamento, quando Poncio Pilatos pergunta à população de Jerusalém quem deveria ganhar liberdade, Jesus de Nazaré ou Barrabás, um ladrão e assassino que acaba sendo libertado pela voz do povo. Apesar de sua saída da prisão, o evento o persegue pelo resto da vida. Depois de ver a sua ex-mulher, Raquel, ser apedrejada até a morte por sua crença em Jesus, Barrabás retorna à vida de ladrão. Preso de novo, ele é levado para as minas de enxofre e, em seguida, para uma escola para gladiadores, onde testemunha outra amiga entregando sua vida em nome de Jesus. E somente próximo de seu fim, quando Barrabás se vê a caminho da crucificação, é que ele descobre a sua fé. Baseado no romance “Barabbas” (1950), de Pär Lagerkvist.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Anúncios

Francesco

Mickey Rourke - Francesco ( Liliana Cavani, 1989)

No dia 17 de novembro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme Francesco, dirigido pela cineasta italiana Liliana Cavani.

Sinopse

Vida de São Francisco de Assis (c. 1182 – 1226), narrada por seus companheiros e companheiras nos primeiros anos do franciscanismo.

Francesco (Francesco: a história de São Francisco de Assis). Itália, Alemanha Ocidental: 1989. Direção: Liliana Cavani. Roteiro: Liliana Cavani, Roberta Mazzoni. Elenco: Mickey Rourke, Helena Bonham Carter, Andréa Ferréol, Nikolaus Dutsch, Peter Berling e outros. Música: Vangelis. Fotografia: Ennio Guarnieri, Giuseppe Lanci. Edição: Gabriella Cristiani. Direção de arte: Danilo Donati. 120 min, em italiano, com legenda em português.

Livre para todos os públicos

Entrada franca

Comentários, críticas, textos de apoio

O Evangelho segundo Mateus

O Evangelho segundo São Mateus (Pasolini, 1964)

No dia 15 de abril, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (jesuítas) apresenta o filme Il vangelo secondo Matteo (1964), dirigido pelo italiano Pier Paolo Pasolini (1922 – 1975).

« Dedicato alla cara, lieta, familiare
memoria di Giovanni XXIII. »

Pasolini

Sinopse

A vida de Jesus Cristo é recontada segundo o evangelista Mateus. A dimensão humana de Jesus é realçada neste filme que é umas dos maiores filmes do mestre italiano Pier Paolo Pasolini.

Il vangelo secondo Matteo (O Evangelho segundo Mateus). Itália, França: 1964, 137 min, em italiano, legendado em português. Direção: Pier Paolo Pasolini. Roteiro: Pier Paolo Pasolini. Elenco: Enrique Irazoqui, Margherita Caruso, Susanna Pasolini.

Entrada franca.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Leituras indicadas

São Vicente de Paulo: o capelão das galeras

São Vicente de Paulo, o capelão das galeras (Maurice Cloche, 1947)

No dia 25 de setembro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum do Centro Cultural de Brasília (CCB) apresenta o filme São Vicente de Paulo, o capelão das galeras, dirigido pelo francês Maurice Cloche (1907 – 1990).

A apresentação do filme São Vicente de Paulo, o capelão das galeras homenageia este herói da caridade e a família vicentina, na memória de sua morte em 27 de setembro de 1660.

Como daremos aos outros a caridade se ela não existe entre nós? Observemos se existe, não em geral, mas em cada um, se existe no devido grau, porque se não está acesa em nós, se não nos amamos uns aos outros como Jesus Cristo nos amou e se não praticamos ações semelhantes às suas, como poderemos esperar de difundir um tal amor em toda a terra? Não é possivel dar aquilo que não se tem.

S. Vicente de Paulo
Conferências aos Padres da Missão

Sinopse

Cinebiografia do padre Vicente de Paulo (1581 – 1660), ambientada na França no período dos reinados de Henrique IV, Luís XIII e Luís XIV. No âmbito eclesial, a Igreja Católica vivia o período pós Concílio de Trento (1545 – 1563). Vicente era filho de camponeses empobrecidos. Ingressou no seminário e foi ordenado padre aos 19 anos de idade. Inicialmente, estava muito preocupado em conseguir certa estabilidade financeira. Diante de uma série de fracassos, foi amadurecendo e, sobretudo a partir de 1612, percebeu a urgência da opção preferencial pelos pobres e que, para ser fiel a Cristo, era preciso servi-los. Fundou a Congregação da Missão e, em colaboração com Luisa de Marillac, fundou a Companhia das Filhas da Caridade. Com a colaboração desses religiosos e de muitos leigos e leigas engajados no serviço aos pobres, desenvolveu uma intensa ação humanitária e missionária.

Um dos melhores retratos biográficos religiosos já produzidos, vencedor de um Oscar, um Globo de Ouro, e um prêmio de melhor ator do Festival de Veneza para Pierre Fresnay.

Monsieur VincentSão Vicente de Paulo, o capelão das galeras ― Maurice Cloche (1947) França. Elenco: Pierre Fresnay, Aimé Clariond, Jean Debucourt. (111 min)

 Classificação indicativa

Não recomendado para menores de 10 anos.

Indicação de leituras

Trailer