A guerra dos botões (2011)

La guerre des boutons (Yann Samuell, 2011)

No dia 25 de agosto, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme A guerra dos botões (2011), dirigido pelo cineasta francês Yann Samuell.

Sinopse

Como em todos os anos no retorno às aulas, os estudantes de Longeverne, liderados por Lebrac, declaram guerra aos de Velrans. Numa dessas batalhas, Lebrac tem uma ideia – arrancar todos os botões e confiscar os cintos dos presos para que sejam castigados pelos próprios pais. Segundo Luiz Zanin, uma metáfora antibélica sempre atual.

La guerre des boutons (A guerra dos botões). França: 2011. Direção: Yann Samuell. Roteiro: Yann Samuell, baseado no romance de Louis Pergaud (1882-1915). Elenco: Eric Elmosnino, Mathilde Seigner, Fred Testot, Alain Chabat, Vincent Bres e outros. Música: Klaus Badelt. Fotografia: Julien Hirsch. Edição: Sylvie Landra. 109 min, em francês, com legendas em português.

Entrada franca

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

Comentários e críticas

Filmes relacionados

  • War of the Buttons (A guerra dos botões). Reino Unido, França, Japão: 1994, 94 min, em inglês. Direção: John Roberts. Roteiro: Colin Welland, baseado no romance de Louis Pergaud. Elenco: Gregg Fitzgerald, Gerard Kearney, Darragh Naughton.
  • La guerre des boutons (A guerra dos botões). França: 1962. Direção: Yves Robert. Roteiro: François Boyer, baseado no romance de Louis Pergaud. Elenco: Jacques Dufilho, Yvette Etiévant, Michel Galabru. 90 min, P&B, em francês.
Anúncios

A guerra dos botões (1962)

La-guerre-des-boutons-1962

No dia 11 de fevereiro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (jesuítas) apresenta o filme La guerre des boutons (1962), dirigido pelo francês Yves Robert (1920 – 2002).

«Um dos melhores filmes sobre a infância – e um dos grandes panfletos pacifistas – da história do cinema.»

Sérgio Vaz

Sinopse

Como em todos os anos no retorno às aulas, os estudantes de Longeverne, liderados por Lebrac, declaram guerra aos de Velrans. Numa dessas batalhas, Lebrac tem uma ideia – arrancar todos os botões e confiscar os cintos dos presos para que sejam castigados pelos próprios pais. Segundo Luiz Zanin, uma metáfora antibélica sempre atual.

La guerre des boutons (A guerra dos botões). França: 1962, 90 min, P&B, em francês, com legendas em português. Direção: Yves Robert. Roteiro: François Boyer, baseado no romance de Louis Pergaud (1882 – 1915). Elenco: Jacques Dufilho, Yvette Etiévant, Michel Galabru.

Entrada franca.

Livre para todos os públicos

Leituras indicadas

Filmes relacionados

  • War of the Buttons (A guerra dos botões). Reino Unido, França, Japão: 1994, 94 min, em inglês. Direção: John Roberts. Roteiro: Colin Welland, baseado no romance de Louis Pergaud. Elenco: Gregg Fitzgerald, Gerard Kearney, Darragh Naughton.
  • La guerre des boutons (A guerra dos botões). França: 2011, 109 min, em francês. Direção: Yann Samuell. Roteiro: Yann Samuell, baseado no romance de Louis Pergaud. Elenco: Eric Elmosnino, Mathilde Seigner, Fred Testot.

O pequeno Nicolau

Le petit Nicolas (O Pequeno Nicolau). França, Bélgica: 2009. Laurent Tirard.

No dia 4 de fevereiro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (jesuítas) apresenta o filme Le petit Nicolas (2009), dirigido pelo francês Laurent Tirard.

O Cine-Fórum inicia a temporada 2014 com um filme para ser visto por toda a família.

Sinopse

Nicolau leva uma vida pacífica, na França dos anos 50. Seus pais o amam mais que tudo e ele tem uma turma de amigos pestinhas para aprontar todas com ele, ou seja, a vida é perfeita e não precisa mudar. Mas um belo dia, Nicolau ouve uma conversa entre seus pais e imagina o pior – sua mãe está grávida e ele vai ter um irmão caçula. Com medo de ser esquecido, Nicolau reúne os amigos para ajudá-lo numa importante missão – mostrar que é indispensável.

Le petit Nicolas (O Pequeno Nicolau). França, Bélgica: 2009, 91 min, em francês, com legendas em português. Direção: Laurent Tirard. Roteiro: Laurent Tirard, Grégoire Vigneron, baseado na história em quadrinhos criada por René Goscinny e Jean-Jacques Sempé. Elenco: Maxime Godart, Valérie Lemercier, Kad Merad, Sandrine Kiberlain.

Entrada franca.

Livre para todos os públicos

Leituras indicadas