A dança dos vampiros

A dança dos vampiros (Roman Polanski, 1967)

Dance of the Vampires [The Fearless Vampire Killers or: Pardon Me, But Your Teeth Are in My Neck]  (A dança dos vampiros). Direção: Roman Polanski. Produção: Gene Gutowski. Roteiro: Gérard Brach, Roman Polanski. Música: Krzysztof Komeda. Fotografia: Douglas Slocombe. Edição: Alastair McIntyre. Design de produção: Wilfred Shingleton. Direção de arte: Fred Carter. Figurino: Sophie Devine. Maquiagem: Tom Smith. Elenco: Jack MacGowran, Roman Polanski, Alfie Bass, Jessie Robins, Sharon Tate e outros. ― 1967, Estados Unidos; Reino Unido. 1h 48min. Em Inglês. Classificação indicativa: 12 anos.

Um caçador de vampiros, o professor Abronsius, e seu jovem e covarde assistente Alfred chegam a uma vila da Transilvânia onde se hospedam a fim de se prepararem para eliminar os vampiros da região. Alfred se apaixona pela filha do dono da estalagem. Quando ela é sequestrada pelo vampiro, Conde Von Krolock, os dois invadem seu castelo, para resgatar a moça e impedi-lo de continuar bebendo o sangue da população da vila. Acabam ficando presos no castelo habitado por dezenas de sugadores de sangue, que se preparam para o seu baile anual.

Ficha técnica: [IMDB]

Comentários e críticas

 

Anúncios

Atirem no pianista

kinopoisk.ru

24 DE OUTUBRO
terça-feira − 19h30

Tirez sur le pianiste (Atirem no pianista). Direção: François Truffaut. Produção: Pierre Braunberger. Roteiro: François Truffaut, Marcel Moussy, baseado no romance Down There (1956), de David Goodis. Música: Georges Delerue. Fotografia: Raoul Coutard. Edição: Claudine Bouché, Cécile Decugis. Elenco: Charles Aznavour, Marie Dubois, Nicole Berger, Michèle Mercier, Serge Davri e outros.
― 1960, França. P&B, 1h 21min. Em francês, com legendas em português.

Após perder a esposa, o célebre pianista Edouard Saroyan abandona a carreira e passa a tocar em um bar, onde acaba reencontrando um de seus irmãos, que está envolvido com a máfia.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 

 Críticas e comentários

 

 

O médico e o charlatão

2 DE MAIO
terça-feira − 19h30

Il medico e lo stregone (O médico e o charlatão). Direção: Mario Monicelli. Produção: Guido Giambartolomei. Roteiro: Ennio De Concini, Luigi Emmanuele, Agenore Incrocci, Mario Monicelli, Furio Scarpelli. Música: Nino Rota. Fotografia: Luciano Trasatti. Edição: Otello Colangeli. Elenco: Vittorio De Sica, Marcello Mastroianni, Marisa Merlini, Lorella De Luca, Gabriella Pallotta e outros.
― Itália; França, 1957. P&B, 1h 42min. Em italiano, com legendas em português.

Um médico vai morar em uma pequena cidade, no interior da Itália. Ao chegar, tenta implantar campanhas de saúde para tratar a população segundo os princípios científicos. Ele, no entanto, precisa enfrentar a crença popular no curandeiro, um homem idolatrado pelos habitantes locais.

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

 

A fonte das mulheres

A fonte das mulheres (2011)

No dia 26 de maio, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme A fonte das mulheres, do cineasta judeu-romeno Radu Mihaileanu.

Sinopse

A história se passa nos tempos atuais, em uma remota e tradicional aldeia patriarcal, em algum lugar no Magrebe. A pequena aldeia, assombrada pela seca, o desemprego e a corrupção das autoridades locais – que atrasam a instalação da água encanada e da eletricidade – sobrecarrega de trabalho pesado suas mulheres. Sempre levando baldes nas costas, ladeira acima, ladeira abaixo, várias delas, grávidas, perdem os filhos. Leïla, esposa de Sami, jovem professor da escola local, começa um movimento de greve de sexo entre as mulheres para forçar os homens a trazer água para a aldeia. Há uma forte e brutal reação dos homens, apoiados por seus líderes. Com coragem e bom humor, as mulheres resistem até conseguir seu objetivo.

La source des femmes (A fonte das mulheres). Bélgica, Itália, França: 2011, 135 min, em árabe, com legendas em português. Direção: Radu Mihaileanu. Roteiro: Radu Mihaileanu, Alain-Michel Blanc, Catherine Ramberg. Elenco: Leïla Bekhti, Hafsia Herzi, Hiam Abbass. Distribuidor: Paris Filmes.

Entrada franca

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Comentários, críticas

O retorno de Dom Camilo

O retorno de Dom Camilo (Duvivier, 1953)

No dia 23 de julho, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB apresenta a comédia O retorno de Dom Camilo, do diretor francês Julien Duvivier (1896–1967), sequência do filme O pequeno mundo de Dom Camilo

A apresentação de O retorno de Dom Camilo  insere-se no pequeno festival de comédias «Bendito riso», apresentado em julho, pelo Centro Cultural de Brasília, em quatro sessões.

 

Sinopse

Após sucessivas brigas com Peppone, o prefeito comunista, Dom Camilo, o pároco, é enviado em exílio por seu bispo para uma aldeia remota. Peppone acha que tem agora o controle da situação. No entanto, quando o município decide construir um dique para controlar as cheias periódicas, o proprietário da terra se recusa. A guerra entre os clãs da aldeia está prestes a começar. Talvez apenas a mão forte de um bem conhecido padre poderia convencer o proprietário a mudar de ideia. Irá Peppone passar por cima de seu orgulho e pedir o retorno de Dom Camilo?

Le retour de Don Camillo • O retorno de Dom Camilo ― Julien Duvivier (1953) França, Itália. Elenco: Fernandel, Gino Cervi, Édouard Delmont. (115 min). Idioma: Italiano, legendas em português. .  

 ENTRADA FRANCA

Classificação indicativa

Livre para todos os públicos

Trailer

O retorno de Dom Camilo

O pequeno mundo de Dom Camilo

Dom Camilo e Peppone

No dia 2 de julho, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB apresenta a comédia O pequeno mundo de Dom Camilo, do diretor francês Julien Duvivier (1896–1967).

A apresentação de O pequeno mundo de Dom Camilo  insere-se no pequeno festival de comédias «Bendito riso», apresentado em julho, pelo Centro Cultural de Brasília, em quatro sessões.

 

Sinopse

Em um pequeno vilarejo italiano onde a terra é dura e a vida difícil, o pároco Dom Camilo e o prefeito comunista Peppone estão sempre brigando pela liderança da comunidade. Divididos pela política, ambos se admiram em segredo, o que sempre rende situações hilárias entre os dois.

Don Camillo • O pequeno mundo de Dom Camilo ― Julien Duvivier (1952) Itália; França. Roteiro: Julien Duvivier, René Barjavel, Oreste Biancoli; baseado na obra de Giovannino Guareschi. Elenco: Fernandel, Gino Cervi, Vera Talchi. (107 min). Distribuidor: ClassicLine. Idioma: Italiano, legendas em português.

 ENTRADA FRANCA

Classificação indicativa

Livre para todos os públicos

 

 

 

A fonte das mulheres

La source des femmes / A fonte das mulheres ― Radu Mihaileanu (2011)

No dia 30 de abril, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB apresenta o filme A fonte das mulheres, do judeu-romeno Radu Mihaileanu.

Sinopse

A história se passa nos tempos atuais, em uma remota e tradicional aldeia patriarcal, em algum lugar no Magrebe. A pequena aldeia, assombrada pela seca, o desemprego e a corrupção das autoridades locais – que atrasam a instalação da água encanada e da eletricidade – sobrecarrega de trabalho pesado suas mulheres. Sempre levando baldes nas costas, ladeira acima, ladeira abaixo, várias delas, grávidas, perdem os filhos. Leïla, esposa de Sami, jovem professor da escola local, começa um movimento de greve de sexo entre as mulheres para forçar os homens a trazer água para a aldeia. Há uma forte e brutal reação dos homens, apoiados por seus líderes. Com coragem e bom humor, as mulheres resistem até conseguir seu objetivo.

La source des femmes • A fonte das mulheres ― Radu Mihaileanu (2011) Bélgica; Itália; França. Roteiro: Radu Mihaileanu, Alain-Michel Blanc. Elenco: Leïla Bekhti, Hafsia Herzi, Hiam Abbass. (135 min).   Distribuidor: Paris Filmes. Idioma: Árabe, legendado em português.

ENTRADA FRANCA

Classificação indicativa

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Comentários, críticas

Trailer