Atirem no pianista

kinopoisk.ru

24 DE OUTUBRO
terça-feira − 19h30

Tirez sur le pianiste (Atirem no pianista). Direção: François Truffaut. Produção: Pierre Braunberger. Roteiro: François Truffaut, Marcel Moussy, baseado no romance Down There (1956), de David Goodis. Música: Georges Delerue. Fotografia: Raoul Coutard. Edição: Claudine Bouché, Cécile Decugis. Elenco: Charles Aznavour, Marie Dubois, Nicole Berger, Michèle Mercier, Serge Davri e outros.
― 1960, França. P&B, 1h 21min. Em francês, com legendas em português.

Após perder a esposa, o célebre pianista Edouard Saroyan abandona a carreira e passa a tocar em um bar, onde acaba reencontrando um de seus irmãos, que está envolvido com a máfia.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 

 Críticas e comentários

 

 

Anúncios

A noite americana

A noite americana (François Truffaut, 1973)

6 DE SETEMBRO
quarta-feira − 19h30

La nuit américaine (A noite americana). Direção: François Truffaut. Produção: Marcel Berbert. Roteiro: François Truffaut, Jean-Louis Richard, Suzanne Schiffman. Música: Georges Delerue. Fotografia: Pierre-William Glenn. Edição: Martine Barraqué, Yann Dedet. Design de produção, direção de arte: Damien Lanfranchi. Figurino: Monique Dury. Elenco: Jacqueline Bisset, Valentina Cortese, Dani, Alexandra Stewart, Jean-Pierre Aumont, Jean Champion, Jean-Pierre Léaud, François Truffaut, Nike Arrighi e outros.
― 1973, França, Itália. 1h 55min. Em francês e inglês, com legendas em português.

Na França começam as filmagens do longa Je vous présente Pamela, que conta a história de uma jovem inglesa que troca o marido francês pelo sogro. Ferrand (François Truffaut) é o diretor, e tem que lidar com os mais diversos problemas que aparecem nos sets de filmagens, desde a depressão de um ator até o inusitado gato que não consegue atuar. Uma encantadora homenagem à arte de fazer cinema.

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

 A Noite Americana é um dos mais humanos e
interessantes filmes já realizados sobre o cinema.

Luiz Santiago

Críticas e comentários

Júlia


22 DE AGOSTO
terça-feira − 19h30

Júlia (Julia). Direção: Fred Zinnemann. Produção: Richard Roth. Roteiro: Alvin Sargent, baseado no romance Pentimento: A book of portraits (1973), de Lillian Hellman (1905-1984). Música: Georges Delerue. Fotografia: Douglas Slocombe. Edição: Marcel Durham, Walter Murch. Elenco: Jane Fonda, Vanessa Redgrave, Jason Robards, Meryl Streep, Maximilian Schell e outros.
― 1977, Estados Unidos. 1h 57min. Em inglês, francês, russo, alemão, com legendas em português.

Duas amigas de infância percorrem caminhos diferentes: a mais rica, Julia, foi estudar em Viena, e a outra, Lillian Hellman, tornou-se escritora, e quando alcança a fama é convidada a ir para a União Soviética. Julia, que vive na Europa, pede-lhe que contrabandeie dinheiro através da Alemanha para ajudar as vítimas do regime nazista. A missão apresentava perigo, pois Lillian era uma intelectual judia que rumava para a Rússia comunista. As duas têm um rápido encontro e a escritora toma conhecimento que Julia tinha uma filha. Logo após regressar para a América do Norte, Lillian toma conhecimento que sua amiga Julia fora assassinada. Ela então viaja para a Inglaterra, na esperança de encontrar a filha de Julia, a quem tinha prometido cuidar.

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

 Críticas e comentários

Hiroshima, meu amor

Hiroshima, mon amour (Alain Resnais, 1959)

No dia 2 de dezembro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme Hiroshima, meu amor, dirigido pelo cineasta francês Alain Resnais (1922–2014).

Sinopse

Durante sua participação num filme sobre a paz, rodado em Hiroshima, uma atriz francesa tem uma aventura amorosa com um arquiteto japonês, o que reaviva nela lembranças de uma trágica paixão durante a ocupação nazista na França. Entre o passado de guerra e o presente de incertezas, ele e ela tentam tornar imortal este encontro fortuito, através da mistura de tempos, recordações e corpos.

Hiroshima, Mon Amour (Hiroshima, meu amor). França, Japão: 1959, 90 min, P&B, em francês, inglês, japonês, legendado em português. Direção: Alain Resnais. Roteiro: Marguerite Duras. Elenco: Emmanuelle Riva, Eiji Okada, Stella Dallas, Pierre Barbaud, Bernard Fresson.

Entrada franca.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos