O juízo universal

O juízo universal (Vittorio De Sica, 1961)

16 AGOSTO
terça-feira − 19h30

Il giudizio universale (O juízo universal). Direção: Vittorio De Sica. Produção: Dino De Laurentiis. Roteiro: Cesare Zavattini. Elenco: Alberto Sordi, Vittorio Gassman, Anouk Aimée, Fernandel, Nino Manfredi e outros.
― Itália, França, 1961. P&B, 1h 35min. Em italiano, com legendas em português.

Tudo pode acontecer no dia do Juízo Final em Nápoles. Quando uma voz poderosa que vem do céu anuncia que o dia fatídico chegou, os moradores da cidade reagem cada um a sua maneira… É o início de uma série de situações divertidas e inusitadas.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

 Críticas e comentários

Anúncios

Barrabás

Barrabás (Richard Fleischer, 1961)
22 MARÇO
terça-feira − 19h30

Barabbas (Barrabás). Direção: Richard Fleischer. Produção: Dino De Laurentiis. Roteiro: Christopher Fry, baseado no romance “Barabbas”, de Pär Lagerkvist (1891–1974). Elenco: Anthony Quinn, Silvana Mangano, Arthur Kennedy, Katy Jurado, Harry Andrews e outros.
― Itália, Estados Unidos, 1961. Cor, 137 min. Distribuição: Columbia TriStar. Em inglês, com legendas em português.

História fictícia sobre Barrabás, baseada na passagem do Novo Testamento, quando Poncio Pilatos pergunta à população de Jerusalém quem deveria ganhar liberdade, Jesus de Nazaré ou Barrabás, um ladrão e assassino que acaba sendo libertado pela voz do povo. Apesar de sua saída da prisão, o evento o persegue pelo resto da vida. Depois de ver a sua ex-mulher, Raquel, ser apedrejada até a morte por sua crença em Jesus, Barrabás retorna à vida de ladrão. Preso de novo, ele é levado para as minas de enxofre e, em seguida, para uma escola para gladiadores, onde testemunha outra amiga entregando sua vida em nome de Jesus. E somente próximo de seu fim, quando Barrabás se vê a caminho da crucificação, é que ele descobre a sua fé. Baseado no romance “Barabbas” (1950), de Pär Lagerkvist.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Assassinato por morte

assassinato-por-morte

Pequeno Festival
O RISO SAIU PELA CULATRA

No dia 28 de outubro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme Assassinato por morte, dirigido pelo cineasta americano Robert Moore (1927–1984). 

Sinopse

Cinco detetives são convidados pelo milionário Lionel Twain para jantarem em sua mansão. Twain os desafia a desvendar um crime que irá acontecer à meia-noite. Entretanto, quando o tal crime acontece, todos passam a suspeitar uns dos outros. Comédia elegante, com elenco impecável.

Murder by Death (Assassinato por morte). Estados Unidos: 1974, 94 min, em inglês, com legendas em português. Direção: Robert Moore. Roteiro: Neil Simon. Elenco: Eileen Brennan, Truman Capote, James Coco, Peter Falk, Peter Sellers, Maggie Smith.

Entrada franca

Livre para todos os públicos

A Estalagem Vermelha

a-estalagem-vermelha

Pequeno Festival
O RISO SAIU PELA CULATRA

No dia 14 de outubro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme A Estalagem Vermelha, dirigido pelo cineasta francês Claude Autant-Lara (1901–2000).

Sinopse

No inverno de 1833, um grupo de viajantes, entre eles um monge (Fernandel) passa a noite em uma pousada isolada na região de  Ardèche, na França. O albergue é dirigido por um casal, Pierre e Marie Martin. A estalajadeira, durante uma confissão, diz ao monge que ela e o marido costumam envenenar os hóspedes, roubá-los e depois enterrá-los no jardim da propriedade.  O monge busca meios para salvar a si e aos demais hóspedes sem quebrar o segredo da confissão. Inspirado num conto de Honoré de Balzac que, por sua vez, baseou-se nos fatos supostamente ocorridos no “Auberge de Peyrebeille”.

L’auberge rouge (A Estalagem Vermelha). França: 1951, 98 min, P&B, em francês, com legenda em português. Direção: Claude Autant-Lara. Roteiro: Jean Aurenche. Elenco: Fernandel, Françoise Rosay, Marie-Claire Olivia.

Entrada franca.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Monsieur Verdoux

Monsieur Verdoux

Pequeno Festival
O RISO SAIU PELA CULATRA

No dia 7 de outubro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme Monsieur Verdoux, dirigido e estrelado por Charles Chaplin (1889–1977).

A exibição de Monsieur Verdoux será antecedida pela apresentação de Corridas de Automóveis para Meninos (1914), primeira aparição de Chaplin com o figurino do personagem Carlitos.

Sinopse

Primeiro filme de Chaplin em que ele aparece despojado do figurino e dos recursos cômicos de Carlitos. História de humor negro sobre um dândi matador de suas esposas. Nesta “comédia de assassinatos”, o ator-diretor lança um olhar ácido sobre o sistema capitalista, comparando-o ao mundo do crime no qual a sede de lucros justifica todos os meios. A moral ambígua de “Monsieur Verdoux” provocou reações negativas em várias cidades norte-americanas e serviu de estopim para o processo político que culminou com seu exílio na Europa a partir de 1952.

Monsieur Verdoux. Estados Unidos: 1947, 124 min, P&B, em inglês, com legendas em português. Direção: Charles Chaplin. Roteiro: Charles Chaplin, baseado numa ideia de Orson Welles. Elenco: Charles Chaplin, Mady Correll, Allison Roddan.

Entrada franca.

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

Janela indiscreta (1954)

janela-indiscreta

No dia 25 de fevereiro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (jesuítas) apresenta o filme Rear Window (1954), dirigido pelo inglês Alfred Hitchcock (1899–1980).

«Não querendo repetir o que é evidente, deixo ao espectador o cuidado de apreciar, neste filme, a perfeição técnica e a extraordinária qualidade da cor.»

Claude Chabrol

Sinopse

Quando o fotógrafo profissional J. B. Jeff Jeffries (James Stewart) fica confinado a uma cadeira de rodas por causa de uma perna quebrada, ele fica obcecado em observar os dramas particulares de seus vizinhos. Quando ele suspeita que um vendedor pode ter assassinado sua esposa, Jeffries pede a ajuda de sua namorada (Grace Kelly) para investigar a suspeita sequência de eventos. Eventos que definitivamente levam a um dos mais memoráveis e envolventes finais da história do cinema.

Rear Window (Janela indiscreta). Estados Unidos: 1954, 112 min, em inglês, com legendas em português. Direção: Alfred Hitchcock. Roteiro: John Michael Hayes, baseado em um conto de Cornell Woolrich (1903 – 1968). Elenco: James Stewart, Grace Kelly, Wendell Corey, Thelma Ritter. 

Entrada franca.

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

Leituras indicadas

Scarface (1932)

No dia 29 de maio, terça-feira, às 19h30, no Centro Cultural de Brasília, o Cine-Fórum apresenta Scarface – a vergonha de uma nação, filme de 1932, dirigido pelos norte-americanos Howard Hawks e Richard Rosson.

Scarface, obra representativa dos filmes de gângster, é apresentado na programação sobre a história do cinema do Cine-Fórum. 


Sinopse

Ascensão e queda do gangster Tony Scarface Camonte, que cria um império do crime em Chicago dos anos 1920, sacrificando para isso os amigos, a família e a própria sanidade.

Scarface – A Vergonha de uma Nação ― Howard Hawks, Richard Rosson (1932) Estados Unidos. Elenco: Paul Muni, Ann Dvorak, Karen Morley, Boris Karloff. (93 min) P&B.

 Entrada franca.

 Classificação indicativa

Não recomendado para menores de 14 anos

Trailer