A felicidade não se compra

A felicidade não se compra (Frank Capra, 1946)

13 DE DEZEMBRO
terça-feira − 19h30

It’s a wonderful life (A felicidade não se compra). Direção: Frank Capra. Produção: Frank Capra. Roteiro: Frances Goodrich, Albert Hackett, Frank Capra, Jo Swerling, Philip Van Doren Stern, Michael Wilson. Elenco: James Stewart, Donna Reed, Lionel Barrymore, Thomas Mitchell, Henry Travers e outros.
― Estados Unidos, 1946. P&B, 2h 10min. Em inglês, com legendas em português.

Na véspera de Natal, o caridoso George Bailey decide se suicidar por não ter como pagar uma dívida inesperada. Ele é salvo por seu anjo da guarda, que lhe mostra como as vidas de tantas pessoas e sua cidade seriam diferentes se ele não tivesse nascido e feito de sua vida um serviço de amor aos outros. Um conto de Natal, com renovada esperança no gênero humano.

Livre para todos os públicos

Críticas e comentários

A felicidade não se compra

No dia 4 de dezembro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum do Centro Cultural de Brasília (Jesuítas) apresenta o filme A felicidade não se compra, dirigido pelo ítalo-americano Frank Capra (1897–1991).

Na obra-prima de Capra ficou sobretudo a ideia de que o amor é a grande fortuna a ser conferida com quem soube tratá-lo.

Pedro Veriano

A apresentação do filme A felicidade não se compra encerra a temporada 2012 do Cine-Fórum.
A temporada 2013 iniciará no dia 19 de fevereiro.


Sinopse

Na véspera de Natal, o caridoso George Bailey decide se suicidar por não ter como pagar uma dívida inesperada. Ele é salvo por seu anjo da guarda, que lhe mostra como sua cidade seria diferente se ele não tivesse nascido e ajudado tantas pessoas ao longo de sua vida.

It’s a Wonderful Life A felicidade não se compra ― Frank Capra (1946) Estados Unidos. Elenco: James Stewart, Donna Reed, Lionel Barrymore. (130 min)

 Classificação indicativa

Livre para todos os públicos

Leituras

Trailer

São Vicente de Paulo: o capelão das galeras

São Vicente de Paulo, o capelão das galeras (Maurice Cloche, 1947)

No dia 25 de setembro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum do Centro Cultural de Brasília (CCB) apresenta o filme São Vicente de Paulo, o capelão das galeras, dirigido pelo francês Maurice Cloche (1907 – 1990).

A apresentação do filme São Vicente de Paulo, o capelão das galeras homenageia este herói da caridade e a família vicentina, na memória de sua morte em 27 de setembro de 1660.

Como daremos aos outros a caridade se ela não existe entre nós? Observemos se existe, não em geral, mas em cada um, se existe no devido grau, porque se não está acesa em nós, se não nos amamos uns aos outros como Jesus Cristo nos amou e se não praticamos ações semelhantes às suas, como poderemos esperar de difundir um tal amor em toda a terra? Não é possivel dar aquilo que não se tem.

S. Vicente de Paulo
Conferências aos Padres da Missão

Sinopse

Cinebiografia do padre Vicente de Paulo (1581 – 1660), ambientada na França no período dos reinados de Henrique IV, Luís XIII e Luís XIV. No âmbito eclesial, a Igreja Católica vivia o período pós Concílio de Trento (1545 – 1563). Vicente era filho de camponeses empobrecidos. Ingressou no seminário e foi ordenado padre aos 19 anos de idade. Inicialmente, estava muito preocupado em conseguir certa estabilidade financeira. Diante de uma série de fracassos, foi amadurecendo e, sobretudo a partir de 1612, percebeu a urgência da opção preferencial pelos pobres e que, para ser fiel a Cristo, era preciso servi-los. Fundou a Congregação da Missão e, em colaboração com Luisa de Marillac, fundou a Companhia das Filhas da Caridade. Com a colaboração desses religiosos e de muitos leigos e leigas engajados no serviço aos pobres, desenvolveu uma intensa ação humanitária e missionária.

Um dos melhores retratos biográficos religiosos já produzidos, vencedor de um Oscar, um Globo de Ouro, e um prêmio de melhor ator do Festival de Veneza para Pierre Fresnay.

Monsieur VincentSão Vicente de Paulo, o capelão das galeras ― Maurice Cloche (1947) França. Elenco: Pierre Fresnay, Aimé Clariond, Jean Debucourt. (111 min)

 Classificação indicativa

Não recomendado para menores de 10 anos.

Indicação de leituras

Trailer