A religiosa

13 DE JUNHO
terça-feira − 19h30

La religieuse (A religiosa). Direção: Guillaume Nicloux. Produção: Benoît Quainon. Roteiro: Guillaume Nicloux, Jérôme Beaujour, baseado no romance La Religieuse, de Denis Diderot (1713-1784). Música: Max Richter. Fotografia: Yves Cape. Edição: Guy Lecorne. Elenco: Pauline Etienne, Isabelle Huppert, Louise Bourgoin, Françoise Lebrun, Agathe Bonitzer, Gilles Cohen e outros.
― 2013, França, Alemanha, Bélgica. 1h 52min. Em francês, latim, com legendas em português. 

França, 1760. Nascida em uma família burguesa, Suzanne Simonin é uma jovem com um talento natural para música – e que aspira a viver na sociedade. Ela fica completamente atordoada quando seus pais a enviam para um convento, contra sua vontade. Adaptado do romance póstumo de Diderot, A Religiosa mostra a trajetória de uma mulher tentando resistir a valores religiosos impostos e revela a desumanização da vida de clausura, na França do século XVIII.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Críticas e comentários

 

Versão de 1966:

La religieuse (A religiosa). Direção: Jacques Rivette. Produção: Georges de Beauregard. Roteiro: Jean Gruault, Jacques Rivette, baseado no romace homônimo de Denis Diderot. Elenco: Anna Karina, Liselotte Pulver, Micheline Presle. ― 1966, França. 2h 15min.

Anúncios

Branca de Neve


6 DE JUNHO
terça-feira − 19h30

Blancanieves (Branca de Neve). Direção e roteiro: Pablo Berger. Produção: Pablo Berger, Ibon Cormenzana, Jérôme Vidal. Música: Alfonso de Vilallonga. Fotografia: Kiko de la Rica. Edição: Fernando Franco. Figurino: Paco Delgado. Elenco: Macarena García, Maribel Verdú, Emilio Gavira, Daniel Giménez Cacho, Inma Cuesta e outros.
― 2012, Espanha, Bélgica, França. P&B, silencioso, 1h 44min. Em espanhol, com legendas em português.

Sevilha da década de 1920. Antônio Villalta é um toureiro, o mais famoso e adorado da Espanha. Ferido em uma tourada, fica à beira da morte. Enquanto isso, sua esposa dá à luz uma menina e morre. A garota, Carmencita, cresce aos cuidados da avó. Já o toureiro, que ficou paraplégico, casa-se com a enfermeira que tratou dele no hospital, Encarna. Com a morte da avó, a menina é mandada para a casa do pai, com quem nunca teve contato. A madrasta a proíbe de subir para o segundo andar, onde seu pai vive confinado. Porém, a menina tanto faz que reencontra o toureiro, solitário numa cadeira de rodas preso a um quarto. Se, num primeiro momento, há estranhamento entre eles, com o tempo se tornam amigos, e ele lhe ensina técnicas de tourada. Percebendo a situação, Encarna obriga o motorista a matar a menina, mas ele não consegue. A menina se integra à trupe de seis anões toureiros, que a chamam de Branca de Neve.

 

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

Comentários e críticas

A criança

A criança (Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne, 2005)
8 MARÇO
terça-feira − 19h30

L’enfant (A criança). Direção: Jean-Pierre Dardenne, Luc Dardenne. Produção: Luc Dardenne Jean-Pierre Dardenne, Denis Freyd; Les Films du Fleuve. Roteiro: Jean-Pierre Dardenne, Luc Dardenne. Elenco: Jérémie Renier, Déborah François, Jérémie Segard, Fabrizio Rongione, Olivier Gourmet.
― Bélgica, França, 2005. Cor, 95 min. Em francês, com legendas em português.

Sonia, 18 anos, acabou de dar à luz um menino. Bruno, o pai, com 20 anos de idade vive de pequenos roubos cometidos por ele e seus comparsas adolescentes. Os dois veem de maneira bem diferente o significado da chegada desta criança, e os atos de Bruno em relação ao filho colocarão o casal diante de sérios dilemas sobre suas existências.

Não recomendado para menores de 12 (doze) anos

Críticas e comentários

Valsa com Bashir

Valsa com Bashir (Ari Folman, 2008)

No dia 14 de julho, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme de animação Valsa com Bashir, dirigido pelo cineasta israelense Ari Folman.

A exibição do filme Valsa com Bashir insere-se no pequeno festival de animação do mês de julho, no Cine-Fórum CCB.

Sinopse

Folman, um veterano da Guerra do Líbano de 1982, busca recuperar as suas memórias perdidas dos eventos que marcaram o massacre de Sabra e Shatila. O filme retrata de forma sensível o envolvimento do Estado de Israel no massacre, resgatando a participação dos soldados que lutaram nesta guerra. Valsa com Bashir é o resultado da busca de Folman para tentar reconstituir sua memória e superar traumas. O filme é um documentário em animação, no qual as cenas são desenhadas a partir de depoimentos reais gravados por Folman em conversas com camaradas que combateram a seu lado no exército israelense, muitos deles igualmente traumatizados.

Vals Im Bashir (Valsa com Bashir). Israel, França, Alemanha, Estados Unidos, Finlândia, Suíça, Bélgica, Austrália: 2008. Direção e roteiro: Ari Folman. Vozes: Ari Folman, Ori Sivan, Ronny Dayag, Shmuel Frenkel, Zahava Solomon e outros. 90 min, em hebraico, árabe, alemão, inglês, com legendas em português.

Entrada franca

Não recomendado para menores de 16 anos

A fonte das mulheres

A fonte das mulheres (2011)

No dia 26 de maio, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (Jesuítas) apresenta o filme A fonte das mulheres, do cineasta judeu-romeno Radu Mihaileanu.

Sinopse

A história se passa nos tempos atuais, em uma remota e tradicional aldeia patriarcal, em algum lugar no Magrebe. A pequena aldeia, assombrada pela seca, o desemprego e a corrupção das autoridades locais – que atrasam a instalação da água encanada e da eletricidade – sobrecarrega de trabalho pesado suas mulheres. Sempre levando baldes nas costas, ladeira acima, ladeira abaixo, várias delas, grávidas, perdem os filhos. Leïla, esposa de Sami, jovem professor da escola local, começa um movimento de greve de sexo entre as mulheres para forçar os homens a trazer água para a aldeia. Há uma forte e brutal reação dos homens, apoiados por seus líderes. Com coragem e bom humor, as mulheres resistem até conseguir seu objetivo.

La source des femmes (A fonte das mulheres). Bélgica, Itália, França: 2011, 135 min, em árabe, com legendas em português. Direção: Radu Mihaileanu. Roteiro: Radu Mihaileanu, Alain-Michel Blanc, Catherine Ramberg. Elenco: Leïla Bekhti, Hafsia Herzi, Hiam Abbass. Distribuidor: Paris Filmes.

Entrada franca

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Comentários, críticas

O pequeno Nicolau

Le petit Nicolas (O Pequeno Nicolau). França, Bélgica: 2009. Laurent Tirard.

No dia 4 de fevereiro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (jesuítas) apresenta o filme Le petit Nicolas (2009), dirigido pelo francês Laurent Tirard.

O Cine-Fórum inicia a temporada 2014 com um filme para ser visto por toda a família.

Sinopse

Nicolau leva uma vida pacífica, na França dos anos 50. Seus pais o amam mais que tudo e ele tem uma turma de amigos pestinhas para aprontar todas com ele, ou seja, a vida é perfeita e não precisa mudar. Mas um belo dia, Nicolau ouve uma conversa entre seus pais e imagina o pior – sua mãe está grávida e ele vai ter um irmão caçula. Com medo de ser esquecido, Nicolau reúne os amigos para ajudá-lo numa importante missão – mostrar que é indispensável.

Le petit Nicolas (O Pequeno Nicolau). França, Bélgica: 2009, 91 min, em francês, com legendas em português. Direção: Laurent Tirard. Roteiro: Laurent Tirard, Grégoire Vigneron, baseado na história em quadrinhos criada por René Goscinny e Jean-Jacques Sempé. Elenco: Maxime Godart, Valérie Lemercier, Kad Merad, Sandrine Kiberlain.

Entrada franca.

Livre para todos os públicos

Leituras indicadas

Feliz Natal (Joyeux Noël)


Joyeux Noël • Feliz Natal ― Christian Carion (2005)

No dia 3 de dezembro, terça-feira, às 19h30, o Cine-Fórum CCB (jesuítas) apresenta o filme Feliz Natal, do diretor francês Christian Carion.

A exibição de Feliz Natal (Joyeux Noël) encerra a programação de 2013 do Cine-Fórum CCB. As sessões retornam em 2014.

Sinopse

No Natal de 1914, no front, uma trégua é declarada informalmente pelas tropas escocesas, francesas e alemãs nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial. Os inimigos deixam suas armas por uma noite e se juntam em fraternidade, para celebrar o nascimento do Príncipe da Paz.

Joyeux NoëlFeliz Natal ― Christian Carion (2005) França, Alemanha, Reino Unido, Bélgica, Romênia, Noruega. Elenco: Diane Kruger, Benno Fürmann, Guillaume Canet. (116 min). Distribuidor: Sony Pictures Home Entertainment do Brasil Ltda. Idioma: Francês, alemão, inglês, latim.

ENTRADA FRANCA
Classificação indicativa

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Críticas e comentários

  • Feliz Natal ― Gilberto Silva Jr.(Contracampo: Revista de Cinema)
  • Feliz Natal ― Márcio Sallem (Cinema com Crítica)
  • Feliz Natal — Sérgio Vaz (50 Anos de Filmes)
  • Feliz Natal — Alexandre Caetano (Artigos sobre filmes)