O batedor de carteiras

O batedor de carteiras (Robert Bresson, 1959)
12 DE JULHO
terça-feira − 19h30

Pickpocket (O batedor de carteiras). Direção e roteiro: Robert Bresson. Fotografia: Léonce-Henri Burel. Edição: Raymond Lamy. Elenco: Martin LaSalle, Marika Green, Jean Pélégri.
― França, 1959. P&B, 75 min. Em francês, com legendas em português.

Michael passa os dias nas ruas de Paris refinando sua técnica de batedor de carteiras. Quando conhece Jeanne , cuja ocupação é cuidar da mãe doente, ele reavalia sua vida. O Batedor de Carteiras é inspirado no romance Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski. Em seus filmes minimalistas e radicais, Bresson adotou ideais filosóficos de pureza, cujo efeito na tela é uma estética que dispensa tudo que não seja essencial. Narrado com poucos movimentos de câmera e atores não profissionais, O Batedor de Carteiras é o exemplo máximo do método de Bresson. O resultado é uma ficção que mais parece um documentário.

Não recomendada para menores de 14 (quatorze) anos

Críticas e comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s